Últimos assuntos
Parceiros








Fórum AG


Kiseki no Tenshi no Michi e no Tobira

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Kiseki no Tenshi no Michi e no Tobira

Mensagem por Convidado em Qua Set 07, 2011 2:45 am

Lady of the Castle series: Hoshi (IV) - Tobira (I) - Michi (II) - Kiseki no Tenshi (III)

Base: Digimon Adventure ZeroTwo, Lady of the Castle series, Black★Rock Shooter, Akuno Monogatari
Tema: Aventura, Comédia...
Classificação: T [14+]
Nº de Capítulos: cerca de 30 (ou bem menos)

Sobre a fic:
Esta é a versão NOVA que reunirá Tobira, Michi e Kiseki no Tenshi em uma só.
A fiction originalmente foi iniciada em 6 de agosto do ano passado, e tinha o intuito de ser curta e cômica. Baseada em um desenho que fiz aleatoriamente, tinha como enredo "Daisuke é sequestrado por um digimon fêmea que se apaixona por ele e o tranca em um castelo, então Vee teria de ajudar o seu parceiro e escapar de lá".
Mas no decorrer da escrita, foi sofrendo fortes influências e idéias novas. Estas influências são Black★Rock Shooter e Akuno Monogatari. Nisso a fic foi tornando-se algo fora do princípio e tornou-se algo que chamo de "desenvolvimento de uma personagem". A história foca-se em Daisuke, e em como ele age e caminha durante uma aventura que, o mudará totalmente e o fará se tornar mais maturo e diferente dantes.

O nome é a junção das três fases, que tinham ligação a uma frase escrita em cada índice: "A chave [Estrela] abre a Porta, que leva ao Caminho do Anjo do Milagre".

Então 'Kiseki no Tenshi no Michi e no Tobira' = A porta para o Caminho do Anjo do Milagre.
Com isto vocês tem idéia do que estará a ser reproduzido aqui.



★ Indice:

#1 - A porta


Última edição por Nina Geijutsushi em Qua Set 07, 2011 3:04 am, editado 5 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Kiseki no Tenshi no Michi e no Tobira

Mensagem por Convidado em Qua Set 07, 2011 2:48 am

★1 - A porta
A porta é o começo. É o prólogo. É o início.





Estava escuro. Um quarto numa madrugada como outra qualquer, nas férias de verão do ano 2003. Era a última semana de férias, pra variar. Aquele sábado parecia comum, normal e tranquilo.



Seu sonho tinha mudado subitamente. Comum. Mas o próximo foi muito diferente dos que costumava ter. Ele não se lembrava de todos os sonhos que teve antes, salve alguns.

Mas este... Era diferente.


- Onde...?
- Onde estou...?
- Oi! Tem alguém aí?!

Vestia trapos. Porém por cima da camiseta de cor desbotada trajava sua famosa jaqueta azul com chamas na parte inferior, com uma linha em amarelo separando o azul da parte superior do vermelho da parte debaixo.

Olhava ao redor, não via nada. Ou estava em um lugar escuro... Ou algo bloqueava sua visão.
De repente, sentiu algo se aproximando. O som de asas batendo e uma sensação de que aquilo que vinha possuia uma aura angelical, fez com que pensasse que estaria sonhando com... Angemon? Angewomon? Outro digimon celestial?

Por que sonharia com um lugar negro e um anjo?!

A visão foi melhorando quando o ser sagrado parou ali, à sua frente. Olhou-o, percebendo que era um mamífero com roupas egípcias, asas de anjo. Ou melhor, o Deus-cão Anubis.
Porém, não era exatamente esse deus, pois era um digimon: Anubimon.

O digimon canino começou a falar com o garoto, mas as palavras eram estranhas. Parecia... Latim? Grego? Não conseguia decifrar. Anubimon falava em japonês, mas suas falas estavam muito inaudiveis.

E ele... O menino se lembrava de algo, de uma pessoa. E tentava perguntar por ela.
Só obteve o silêncio como resposta.

- Ei...! O que irá acontecer a ela?!
- Responda-me! Por favor!
- Ei...! Ei! Ei!

Sua imagem foi distorcendo... Distorcendo... Distorcendo... Até que desapareceu.
E uma voz diferente, vinda do exterior, repetia a mesma frase:

- Ei! Ei! EI!
- Acorda! Ei! Acorda!
- Olha a Hora! Você vai se atrasar!
- Acorda! Acorda! Daisuke...!
- ACORDA!


Subitamente o jovem de onze anos (pois não fizera aniversário ainda) acordou, assustado. Suava a frio, dando mostras que estava tendo um pesadelo ou algo do tipo. Ao correr os olhos pelo quarto submergido na escuridão do ambiente, as janelas estavam fechadas e a luminária desligada, ele viu apenas uma silhueta de uma criaturinha do tamanho de um bicho de pelúcia. Estava sentada em seu colo, fitando-o com seus gigantescos olhos vermelhos, que brilhavam ali.

- Chibimon...? - falou o humano, com um tom sonolento - O que foi...? O que foi que aconteceu...? Onde foi aquele... Ahn...

- Você vai se atrasar. - repetiu Chibimon.

- Atrasar... Ah! - deu um pulo pra trás, arremessando o pequenino ao chão - O TREINO! Que horas são, Vee?! - falou, enquanto procurava pelo parceiro no escuro.

- Ai...e... - urrou de dor este, e logo respondeu a pergunta, subiu para lá e escalou até o colo do menino - Uh... Saí do seu quarto com todo o cuidado e fui checar o horário... Marcava mais ou menos 8:45 da manhã...

- EEEEEEEEEH?! O TREINO É ÀS 9:15! - berrou, apavorado - EU VOU ME ATRASAR! - levantou da cama num salto, e isso fez com que Chibimon caísse dentro da mochila ali ao pé da cama.

Daisuke nem ouviu o grito do digimon draconiano enquanto corria para o banheiro. Tratou logo de lavar o rosto, escovar os dentes, até tomar um banho rápido para espantar o sono, vestiu-se e voltou para seu quarto como um raio. Pegou o uniforme, as chuteiras, a garrafa de água, alguma coisa pra comer nas pausas do treino, as goggles e... Mal percebeu que tinha uma coisa se revirando e lutando contra tudo que estava dentro da mochila.

- A Jun me paga! - resmungava o goggle boy - Olha o que ela fez! Roubar meu despertador só para usar as pilhas dele para algo “importante”. Tomara que eu consiga chegar a tempo...!

- D-Dai! - saiu uma voz abafada dali - C-cuidado! Estou aqui dentro...!!

- Aah! Desculpe, Vee! - pôs todo o conteúdo pra fora e tirou o monstrinho dali. E atirou seus pertences na mochila o mais rápido possível, colocando em cima de sua camisa vermelha o digimon - Agüenta firme aí - dirigiu-se ao parceiro - Teremos que correr... E o máximo que pudermos!

- Uh-oh... *gota*



Passou horas. Aquele dia começou......


- Ah que tédio... Droga. Droga...


… Péssimo.

- Legal. Perdi o treino, e agora descubro que a Hikari-chan saiu com o Takeru...! Ken provavelmente deve estar ocupado, Miyako talvez me mate se vá falar com ela. O senpai está preso em casa estudando para as provas que terá próxima semana... Iori não vai querer perder tempo com “bobagens”. E os outros... Uh, é. Eu não tenho muita afinidade com eles, tirando o Yamato e a Sora...

Agora estava lá, atirado debaixo de uma árvore no parque da torre de Tóquio, olhando para o céu e resmungando da vida alheia. Definitivamente um péssimo dia. Péssimo.

Sem contar que... Ainda estava intrigado com uma coisa. Ah sim, o misterioso sonho que tivera esta noite. Tão confuso, tão estranho. Tão...

- Daisuke... D-desculpe...! Se eu tivesse te acordado mais cedo...
- Não... Tá tudo bem, Vee. Tá tudo bem... *sigh*
- Mas...
- Calma, a culpa não é sua. - olhou pra a direita e viu o digimon ao seu lado - Não se desculpe... - sorriu a ele.
- Se tivesse...
- Ei, não perca tempo pensando nisso. É impossível entrarmos lá agora.
- Você nunca disse algo assim antes...
- Bem... Mesmo que quisesse, iam nos expulsar. E pular o muro já deu errado antes.

O pequenino só piscou os olhinhos, meio confuso. Mas sim, por mais estranho que parecesse, o parceiro estava sendo mais realista...? Desde quando o jovem Motomiya era assim...?

Subitamente sentou-se, com as pernas no estilo borboleta. Pôs as mãos nos tênis e olhou o Chibimon, em silêncio.

- Ahn, Vee... O que poderiamos fazer para passar o tempo..? - perguntou, enquanto era fitado pelo digimon draconiano.

- Não sei... Quer treinar mesmo assim...? Ou... A gente poderia dar uma volta... Ou... Comer alguma coisa... Ou... Dormir aqui até a hora de voltarmos pra casa...

- Ah, isso tudo é tão chato... - bocejou - Acho que por isso detesto ficar fora dos treinos...

Por um instante, um flash lhe veio a cabeça. Levantou-se depressa e olhou ao redor. Era como se estivesse sendo vigiado.
Seria algum inimigo? Não tinha ninguém ali... Estava vendo coisas? Provavelmente.

- Daisuke... Poderiamos treinar... Na Digital World...! Reunirmos um grupo de digimons! O que acha...? - saltou para o colo do menino, com um grande sorriso alegre.

- Digital World... Ugh... - agitou a cabeça para os lados, voltando a si - É uma boa idéia! - fitou-o.

- Daisuke? Está se sentindo bem...? - Vee ficou preocupado. Os olhinhos avermelhados piscaram rapidamente, dando o entender que não compreendia as atitudes do goggle boy.

- Estou bem... Não se preocupe. - colocou-o em cima da mochila de esportes e em seguida pegou a mesma pelas alças, pôs estas em seu ombro e saíram direto para a escola.


Durante o percurso, tinha a impressão que tinha visto algo diferente em vidros de janelas e vitrines. Algo como... Um outro ser. Estranho, pois quando olhava para trás ou ao redor, não encontrava nada. Absolutamente nada.

Ignorou esse mistério e seguiu adiante. Entraram na escola com todo cuidado possível e subiram para a sala do computador. Sorte deles, o portão estava aberto. Sorte dupla, parecia que o zelador estava limpando os corredores do andar acima o da sala de computação.
Caminho livre para a Digital World. Ligaram o computador e foram para lá.


[A porta foi aberta.]



Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum