Parceiros








Fórum AG


The book of Wish [Oneshots]

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidado em Seg Out 10, 2011 11:54 pm

The Book Of Wish

Tecnicamente. Este pequeno espaço reserva não só histórias únicas criadas no momento de inspiração.
A idéia não é só criar, mas também dar novo ponto para outras já existentes.

Neste lugar, neste pequeno livro... Não existe apenas criação. Também está contido um outro olhar, uma versão nova de algo já existente.
O ponto de vista de outra pessoa, uma dimensão paralela... A recriação e revolução de algo.

Simplesmente. Um espaço onde não existe apenas oneshots, mas também poesia, fragmentos, lyrics e releituras/recriações.
São como anotações. O que está no livro original você resume com suas próprias palavras, do jeito seu jeito.

Aqui estão não só aventuras, mas como romances, tragédias, mistérios, comédias, dramas, etc.


Welcome to my little shrine.


★ Fanfics próprias:

[Hinode] [Kiseki no Tenshi no Michi e no Tobira] ["Dammit. Novato na área." =n=]
[Troca de Cartas] [Pesadelo e Sonho] [Digimon Adventure dot Three] [Anotações.]


★ Sobre o Livro:


O nome vem de uma relíquia da minha fanfic Digimon Adventure dot Three, cujo é um livro mágico com o símbolo do brasão do Desejo. A personagem que é guardiã desta relíquia é a Geijutsushi Nina daquela fic (não a mesma de Hinode ou de outra fic minha), cujo é uma menina sonhadora e que carrega consigo sempre um caderno para desenhar ou escrever alguma anotação, conto, etc.

A Mari ali em cima combina perfeitamente com essa descrição, pois foi inspirada no manual dela que eu tive a idéia da relíquia do Desejo ser um livro o.o

Este livro, como no pequeno texto ali em cima diz, não é só oneshots (em geral), pois algumas destas oneshots são versões diferentes de algo já existente, uma releitura. Outras são como poesias ou lyrics. É algo bem diversificado.

★ Páginas do livro:


Última edição por Daisuke Kaizaa em Qua Set 19, 2012 6:30 pm, editado 28 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidado em Ter Out 11, 2011 12:22 am

Iniciando a tópico com uma recente, uma das penúltimas postadas na DD. Foi um trabalho na aula de Literatura (e eu tirei nota máxima, e o professor perguntou se não queria colocar algum conto meu num livro que ele fará com os trabalhos dos alunos o.0)

Resumindo, ela é inspirada no rpg do twitter. Não lembro a data ORIGINAL dela, apenas de quando copiei para o word do cachê do google.
Btw, enjoy:




★ Amor... Impossível?

Personagens: Daisuke, Taichi, Sora (ou melhor: @Dai_Motomiya, @Yagami_Taichi e @Takenochi_Sora)
Base: DA02, RPG [Twitter]
Tema: amor, comédia
Classificação: K


[Ignorem os erros. Repassei o texto diretamente pra cá]



Definitivamente... Ele, que era uma pessoa mais espoleta, mais travessa, mais aventureira e cheio de paixonites; mudara. Mas mudara tanto que para uns o serelepe estudante havia enlouquecido ou ficado doente, para outros aquilo tudo os preocupava.
Trocou o dia pela noite; as algazarras dos amigos pelos livros e música clássica; o visual mais descolado pelos trajes um pouco mais formais.
O que diabos tinha acontecido?! Para chegarmos na região do problema, vamos voltar atrás, no dia em que ocorreu tudo isto:

Uma bela festa de sua amiga. Uma amiga de longas datas, desde os seus oito anos.
Sempre a via como uma garota estranha e menos atraente, do tipo mais nerd e uma gênia da computação.
Mas naquele dia, esta mesma estava tão diferente! Não a viu se vestir daquela forma tão simples e estranha, tinha uma aura tão incandescente com tal vestido que surpreendeu boa parte do pessoal! E atraía tantos olhares que respondia a todos com uma postura mais alegre e atrevida. A jovem mantinha seus modos e educação, mas tais visões novas obtidas por nosso pobre rapaz... Ah... Aquilo o deixou maluco. Louquinho. Delirado.
O cupido acertou em cheio a flecha! O rapaz, de vinte anos, estava caidinho pela moça, um ano mais velha que si.

O problema principal é que tal dama não imaginaria que seu melhor amigo de infância poderia algum dia se apaixonar por ela. Por quê? Porque os dois, mesmo sendo amigos, viviam em pé de guerra um com o outro! Para ela, o garoto era imaturo, burro, exagerado, dramático e preguiçoso.
Para ele, a garota era sabichona, irritante, chiliquenta e exigente demais.
Oh, quantas brigas eles tiveram, quantos tapas que trocaram, quantas palavras "carinhosas" disseram.

Mas esta coisa toda agora parecia comportamento de criança. Ela era tão empenhada nos estudos, era a presidente da sala de informática da faculdade, fazia curso de design gráfico... E gostava de outro cara.
E esse cara... Poutz! Este era seu melhor amigo! E tinha um perfil tão intelectual! E ainda... O moço era o mais popular da faculdade. Também era uma pessoa humilde, gentil e culta.
Claro, era um par perfeito. Duas pessoas semelhantes.

E quanto ao nosso pobre estudante?
Este era "mais ou menos" nos estudos, preferia jogar futebol do que ler poesia; música boa era rock, metal rock, heavy metal, punk rock...; A agitação era o sinônimo de festa; paquerar garotas era um hobby; Esporte era sua praia e a matemática vivia conspirando contra si.
Amamante de aventura, queria viver uma vida como a dos filmes de ação.
Esse era o perfil dele. Um "aventureiro".

Mas a súbita flechada do amor o fizera mudar! O garoto perdeu o juízo e desejou tê-la. Trocou tudo! Tudo em nome do amor!
E essa maluquice toda fez com que as pessoas ao seu redor notasse! Diga-se aos pais, a irmã, aos amigos e aos professores do guri!

Certa noite, nosso rapaz melancólico andava pelas ruas, lendo um livro de Shakespere e indo de volta para casa. Passos depois, chegando na extremidade da esquina, viu por cima do livro um rapaz conhecido, três anos mais velho que si. Andava acompanhado de uma garota da mesma idade. O cara viu o menino e com um sorriso maroto, dirigiu-se:

- Ei! E aí? Se divertindo muito?
- Ah... Sim - respondeu, sem desgrudar de sua leitura.
- Esteve fazendo o que hoje? Não tinha te visto no treino.
- Estive contispado. Não pude comparecer a tal atividade extracurricular que nós temos após a faculdade.
- Hein?! - a forma culta do amigo o deixou confuso.
- Quis dizer que peguei uma gripe e não pude ir ao treino.

- Licença, preciso voltar para meus aposentos e estudar para as aulas do curso de amanhã. Suponho que vossa mestrada de língua inglesa venha a cobrar a leitura da obra de Shakespere. - voltou a falar de forma pólida.

- Tás louco? Nunca te vi tão...

- Meu caro companheiro, estou disposto a fazer loucuras em nome do belo anjo que desejo tanto ao meu lado. Oh! O amor pode mudar tudo, pessoas, destinos, desejos...

- Bebeu demais outra vez?!
- Bebi as águas da paixão. Sinto-me vivo! Como se tivesse renascido com os beijos imaginários que recebo desta dama em meus sonhos!
- Estás bêbado - supôs, dando um suspiro longo.
- Mas ele pode estar apaixonado por alguém! - contrariou a acompanhante.
- Se for... Então pirou de vez! - voltou-se ao rapaz mais novo - Ainda é a minha irmã? Agora sua paixonite por ela piorou?!

- Sua adorável irmã resplandece sua luz bela. Porém agora há outra dama deslumbrante em meu coração. Não desprezo sua irmã, mas sinto algo mais forte por outra!

- Só pode estar brincando! - arregalou os olhos, incrédulo - Desde os onze anos que tu eras louco por ela! Tanto que brigava com todos os outros amigos dela!

- Mas era uma paixão infantil! E como foi doloroso! Ela não atendia aos meus sentimentos mais profundos! Ela ria de mim, mas não importava. O sorriso e riso dela confortavam minhas lágrimas! Pois agora fui conquistado por outra. E esta possui uma carapaça, por trás dela está uma preciosa jóia que poucos vêem devido a sua proteção! Meu elementar amigo do peito, serei eu quem irá conquistar tal jóia! Por isso...

- Você está bem? Tem certeza que não bebeu demais?!
- Mas ela gosta de outro. Outro melhor que eu. Se ela não me ver, trancarei-me no quarto até o fim dos dias!
- E se ela já estiver namorando?

- Será o fim! O que sinto por este anjo é maior do que senti por sua irmã ou por outra! Oh! Destino cruel que nos separa por agora! Como pode me afastar desta deusa?! Morrerei virgem! Morrerei de amor!

- Não... - acenou negativamente a cabeça - Estás bêbado e não tenho mais dúvidas.
- Como pode não perceber meu estado?! - disse, indignado.
- Vejo perfeitamente que estás bêbado.
- Não bebi, senhor.
- Mas estás mais delirado que o Yamato!
- São os delírios do fogo da paixão.
- Estás louco por outra garota mesmo?
- O cupido flechou-me em cheio.
- Quem é?

- A dama mais bela de todas, aquela que se esconde para que sua frágil face não seja ferida pelos brutos que possam quebrá-la. Somente os homens de mãos delicadas conseguirão tocar neste cristal magnífico.

- Qual o nome dela?
- Segredo.
- Não confias em mim?
- O nome não é importante. Perdão senhor.
- Por que está me chamando assim?!
- Minha deusa não gostará se eu for rude e falar informalmente.
- Estás usando óculos?!
- Minha vista sofreu com minha falta de cuidados. Acabei por adquirir uma miopia.
- Miopia?
- Devido minha imprudência. Graças aos videogames. Minha deusa deverá me perdoar por isso.
- Hein?!
- Licença. Preciso voltar para casa e dedicar-me à leitura.
- Espera!
- Pois não, senhor?
- Não quer descontrair um pouco e comer um ramen?
- Não. Agradeço ao convite, mas preciso evitar minhas tentações.
- Pirou completamente... Você... IGNORANDO AQUILO QUE MAIS AMAS NA VIDA?! - balbuciou, boquiaberto.
- Eu a amo mais que o ramen.
- Tem certeza que não estás...
- Não estou. Tenho certeza. Estou bêbado de amor. Somente disso.
- Espera... Espera!

O jovem "delirado" retomou a andar. Os outros dois olharam-se. O amigo do garoto exclamou à jovem ruiva:

- O que diabos deu nele?!




★Nota da autora:

Daisuke bêbado = epic win.
Assim como Taichi tarado é ftw também.


Última edição por Nina Geijutsushi em Ter Out 11, 2011 12:23 am, editado 2 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidado em Qua Out 12, 2011 12:15 pm

Un, eu queria começar o livro com algo novo... Pena que não tinha nada pronto ainda #orz Enfim, devido às novidades de Xros Wars e Sonic Generations (vai sair pra PC e tem meu ouriço favorito... SILVER *-* ), escrevi uma oneshot baseada em ambos lol.

Até me lembrei da primeira fez que o Sonic encontra com um de seus rivais (Knuckles, Shadow, Jet ou Silver) e começa aquela batalha @_@
Sou ruim nessas dinâmicas ainda... Espero um feedback >///< E sim, estas duas personagens estarão quase juntas neste livro de agora em diante.




★ DigiXros

Personagens: Tagiru Akashi, Gumdramon, ???
Base: Digimon Xros Wars II
Tema: --
Classificação: K




Foi muito rápido. Aquilo começou de uma forma estranha e prosseguiu por dias e dias. Ninguém notou muito esta quebra de rotina.
Antigamente ele passaria mais tempo ali, infernizando a amiga enquanto a mesma trabalhava e organizava prateleiras... Ou passar tempo com o melhor amigo falando de futebol, jogos, como a "matemática parecia querer sempre arrasar suas notas"...

Mas agora... Agora era outra história. Tinha acontecido algo com ele? Algum problema? Alguma doença? Alguma tragédia? Algum tratamento? Alguma notícia que o fez mudar do nada?!

Não... Talvez fosse mais o caso de ninguém ter percebido que... Durante algum tempo, todos começaram a se tornar mais ocupados. E com isso, não perceberam quando aconteceu. E como aconteceu. E onde também. E o tempo que aquilo durou.

Só se sabe que aconteceu.

- Time Shift.

O menino de 13 anos, Tagiru Akashi, cabelos castanhos claros com um tufo avermelhado no meio (dando o aspecto que seu cabelo era uma chama); olhos da cor amarelo dourado; camisa azul de mangas curtas com uma lua e uma estrela (por cima da meia-lua) na frente e nas costas, e um sol no ombro esquerdo (os três desenhos na cor amarela); com goggles na cabeça; calça jeans cinza azulado; tênis esportivo da cor azul e munhequeiras azuis com uma estrela na parte superior, entrou numa área da DigiQuartz.

O ambiente assemelhava-se ao local cujo se localiza o Big Sight. Para os que não se lembram, em outra história este foi o palco de uma das batalhas de sete crianças e seus parceiros, onde tinham de proteger a oitava criança de ser eliminada pelo inimigo. Neste mesmo local estava um indivíduo, e este três anos depois integraria ao grupo... E nasceria um sub-grupo, totalizando doze crianças destinadas.


- Tagiru... O que viemos procurar aqui... Não acha que aquele Panjyamon veio para cá... Ou acha...?

A voz vinha de uma pequena criatura draconiana de cor turquesa, de olhos de cor ciano. usava uma armadura no peito na cor vermelha com dois "botões" amarelos. Em sua cauda, que a ponta assemelhava-se a um martelo, tinha um anel dourado. Sua cabeça tinha dois espinhos grandes e um pequeno no meio, formando um "W". Nas laterais da cabeça, três pontas (e atrás tinha 7 espinhos do mesmo tamanho destes). Na testa tinha uma cicatriz branca, que formava um "X". Possuía três listras nos braços e na cauda. A ponta das patas eram brancas. Seu fucinho parecia com o de V-mon, com exceção que este pequenino aqui não tinha o chifre do outro. Atrás um par de asas amarelas e pequenas.

- Sim... Eu acho que ele veio para cá, Gumdramon. - afirmou o menino.
- Se você diz... Ok então...

A dupla prosseguiu andando pelo ambiente. várias mesas quebradas, cadeiras destruídas... Ah, a Digi-Quartz realmente parecia um "futuro em ruínas", com musgo digital cobrindo tudo... Dados sendo perfeitamente visualizados em buracos nos prédios, no asfalto, etc.

Cerca de meia hora, Gumdramon ouviu algo. Olhou para a direita e teve a leve impressão de ter visto algo movimentar-se rapidamente entre os escombros daquela ala do Big Sight. Só não disse nada, pois o Akashi deu um grito alegre. O caçador encontrou o que procurava e saiu às presas, puxando seu parceiro.
As sombras que os observavam mantiveram-se no anonimato. Não saíram de seu esconderijo, continuando seu caminho na penumbra.

- Ali está ele! - gritou Taigru, com um sorriso ambicioso no rosto.
- Whoa! Não é mesmo que ele veio para cá?!
- Yosh...! Vamos pegá-lo! - ordenou, sacando o Xros Loader carmim - Gumdramon! Chou Shinka!


Enquanto o garoto realizava a evolução, um súbito flash acertou mortalmente o Panjyamon. Ambos ficaram perplexos, será que Ryouma estava lá e veio roubar a sua presa?!

- Heh. Nada mal... Não acha? Desde que cheguei aqui... Acho que aprendi como as regras funcionam.

Tagiru arregalou os olhos. A voz não era reconhecida pelos seus ouvidos. Se não era o seu rival... Nem Taiki, nem Yuu ou Ren... Quem seria?!

- Quem é você?! 

- Ore? - pronunciou-se, sem sair de seu esconderijo - Talvez uma pessoa que você não conheça. Ou... Ainda não conheceu. Esta é nosso primeiro encontro... Não é mesmo?

- Responda a minha pergunta! - vociferou o guri.
- Como ousa roubar a nossa caça?! - rugiu Arresterdramon - Nós estávamos seguindo este Panjyamon muito antes de você!

- Ah... Seria estúpido dizer que estão nos acusando à toa? Ele também estava na nossa mira. - deu um pequeno riso, não sarcástico ou seco. Foi uma risada mais descontraída e amigável - Não querem criar inimizades entre escolhidos, ou querem?

- Escolhidos?! - exclamaram os dois - Q-quem é você?!

- Um dos doze escolhidos. O líder do subgrupo. - apresentou-se, mostrando-se no alto de um entulho de mesas e cadeiras velhas e cobertas de musgo - Motomiya. Daisuke Motomiya.

Tagiru jamais ouviu falar de "dose escolhidos", nem tinha idéia do que a silhueta falava. Aproximou-se mais e finalmente teve uma visão melhorada da pessoa com quem falava. O sujeito tinha uma pele pouco mais escura que a sua; olhos castanhos e cabelo despenteado e ia até os ombros, na coloração castanho avermelhado. Também usava goggles, mas elas no momento estavam em uso, ou seja, em seu rosto. usava uma jaqueta com pompom alaranjado no colarinho (e esta estava aberta, podendo ver a camisa que usava por baixo dela), com a parte de cima na cor carmim, linha amarelo-alaranjado formando chamas e separando o vermelho (tijolo refratário) da parte inferior. Esta não possuía mangas e havia um capuz/hoodie incluso, no qual estava em sua cabeça. A camisa era de manga curta, na cor preta. Nela tinha uma faixa cinza azulada. A calça passava um pouco dos joelhos, tinha bolsos e era da cor marrom acinzentado. Meias lavanda, tênis na cor tijolo refratário e eram semelhantes aos alaranjados que usava aos onze anos. Nestes tinha um detalhe em amarelo na sola.

- Eh? O que é um escolhido...? - perguntou Tagiru, curioso - Esse cara tem um estilo interessante... - comentou consigo mesmo e mentalmente

- Ah... Parece que está por fora do assunto... - suspirou o rapaz, cujo agora deveria ter uns 18 anos ou mais (máximo 20 anos). Saltou do alto, foi pego por uma segunda sombra, que o colocou no chão. Em seguida a criatura mutante (um digimon híbrido com XV-mon e Stingmon), voltou à forma anterior: Um dragão azul, sem asas. Olhos vermelhos, dois espinhos (ou orelhas) em formato de raio, na parte superior da cabeça. Um "V" amarelo na testa. Usava um lenço vermelho no pescoço, tinha um arranhão no olho esquerdo. A palma de suas mãos eram protegidas por ataduras.

- Então diga! Pare com essa pose de convencido e explique! - resmungou o mais jovem.

- Parece com você, quando tinha onze anos - comentou o digimon azulado.
- Devo admitir... - concordou o escolhido - Mas não estou afim de explicar quase nada... Tenho que continuar o que vim fazer aqui.

- Eh?! Veio fazer o que aqui?! - o parceiro do Akashi interrogou-o.

- Não é da sua conta. - respondeu de forma sentata - Apenas não quero incomodar vocês... Heh. E não tentem brigar comigo, sou experiente nesse quesito - provocou-o. Deu as costas à Tagiru & Arresterdramon e saiu andando.

- Ah é?! - gritaram os dois - Então mostre seu poder! - desafiaram-no.

Daisuke parou de andar, virou-se para trás e devolveu o mesmo olhar. Tirou o hoodie, colocou as goggles na cabeça e sorriu. Claro, ele vivia de provocação. E se estava andando pela Digi-Quartz sem alguma razão... Qual o problema de ser desafiado por um outro "escolhido"?

- Ok... Vocês querem. - soltou outro riso, pouco animado - Então vocês terão...! - sacou do bolso um Xros Loader azul celeste - V-mon! Chou Shinka!

V-mon Chou Shinka! XV-mon!

Prosseguiu, realizando mais um movimento:

- Digixros! XV-mon! Stingmon!

Digixros! Xros Up! Paildramon!

- Saa... - colocou-se em posição de luta - Mostre-me seu potencial... Qual seu nome, garoto?

- Akashi. Tagiru Akashi! - apresentou-se, fazendo também um Digixros entre Arresterdramon e MetalTyranomon - E nós vamos dar o nosso melhor!

- Heheh... Acho que gostei de você...


Os digimons partiram um pra cima do outro. E assim iniciou-se a batalha.

"Atsui Battle Okose!"




★Nota da autora:

Imaginei algo assim para desenhar... Mas não tive tempo de rascunhar as idéias... Queria tentar imaginar como seria o encontro destes dois o.o
Imaginei algo assim, meio "Sonic-like". Com o Tagiru por acaso se encontrar com um outro garoto mais velho que ele (afinal, se eles forem mudar o design, creio que a idade do Daisuke vai ser alterada também... Talvez para 14 anos, 18 anos ou no máximo 20 o.o) repentinamente enquanto "jogava" (Tagiru é besta mesmo, ainda acha que aquilo é um jogo ._. ). Não quis dizer o que levou o Daisuke a ir para lá, pois fiquei sem idéias deixei ao cargo do leitor mesmo. Idem à batalha.

Ah sim... O Daisuke ficou meio "Sonic-like" quando provoca o Tagiru xDD Essa lembrou as provocativas que o Sonic faz ao Knuckles em Sonic X e em diversos jogos xDD

E.. Sim, a última linha é o último verso da Target ~Akai Shougeki~.


Última edição por Nina Geijutsushi em Sab Out 15, 2011 3:15 pm, editado 3 vez(es) (Razão : erros gramaticais corrigidos. Isso que dá escrever de madrugada x'DDDD)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidado em Qua Out 12, 2011 11:17 pm

Outro trabalho na escola, feito no dia 7/abr/2011. Período de Português, onde tivemos produção textual.
O trabalho original termina em uma pergunta, e não diz exatamente quais são as personagens. A versão que postei na DD e no LJ é adaptada para esta oneshot.




★ Chance.

Personagens: Daisuke Motomiya, Miyako Inoue
Base: Digimon Adventure ZeroTwo
Tema: Drama (?)
Classificação: K




Corre pelo asfalto, desviando das pessoas nesta multidão, procurando por algo. Cabelos ao vento, olhos determinados... Sua mente se focava em encontrar.

Não tinha medo, não se desmotivava. Em seu peito ardia uma chama, a ardente coragem que alastrava e espantava os medos.
A busca era árdua, mas isso não o afastaria de seu objetivo.
O tempo não para. A vida não para.

Sentia ter errado. Sentia que deveria voltar atrás. Mesmo que fosse inútil, seu otimismo transbordava pelo seu corpo.
O cintilar do sol em seus goggles (que sempre estavam em sua cabeça como um acessócio, como um símbolo da amizade que tinha com aquele quem o presenteara com aquilo), refletia o brilho determinante de sua alma.

Corria mais do que depressa. Corria na sua direção.
Não aguentava mais. Aquele sentimento era mais forte.

E diante dela, sorriu feito um cavaleiro que tivesse enfrentado vários desafios pela sua longa jornada até a sua amada.
Recuperou o fôlego, juntou sua coragem e disse:

- Eu te amo, Miyako-chan!

A reação dela foi de surpresa. Olhos arregalados, face corada. Ainda lhe corria um sentimento, aquele que ela nunca teve chances de revelar. Aquele amor que tinha escondido dele, por temer uma rejeição.

E pensou ela, perplexa:

"Milagre?!"

Os olhos do garoto encontraram-se com os dela, que sentiu um calor emanar nele. Aquilo veio de coração puro, um sentimento verdadeiro e oculto, medo de não ser correspondido.

Apenas sorriu de volta, e balbuciou bem baixo:

- Eu também te amava... Porém, você só tinha interesse nela.

Eis que ele aproximou-se mais, pegou em suas mãos e roubou-lhe um beijo. Tal ato suicida o fez receber um tapa da moça.

- FICOU MALUCO, DAISUKE?!

Ela tinha se irritado com a atitude dele. Como ousaste beijá-la depois de tanto tempo gostar de outra? Por que justo agora ele viria se declarar, e ainda, beijá-la tão rapidamente?!

Ele só passava a mão no tapa, expressando dor. O amor dói, o amor machuca. É preciso ter paciência e força para conseguir se dar bem no amor.
Mas isso não importava. Um tapa ou não, foi o que seu coração mandou fazer. Gostava da garota errada, a irmã do melhor amigo não era quem seu coração escolheu.

- Miyako...

Sussurrou o rapaz, ainda não perdera o otimismo. Muito menos iria se deixar desanimar.

- Eu gosto do Ken! E nós... Nós somos namorados agora. Entenda, por favor.

Respondeu ela, arrumando os óculos, virando o rosto para o lado direito e colocando a mão na boca. No fundo pressintia ter gostado daquilo. Não, ela realmente o amava ainda. Mas...

- Já teve sua chance. Agora é tarde.

Tinha sido em vão. Calçadas percorridas por nada. Onde antes tinha uma cara alegre e esperançosa, agora tinha uma expressão chocada e desacreditada.

- Mas, você é forte. Ainda virá alguém que te ame. Só não perca essa oportunidade quando vier.

E foi a última coisa que ela disse, encerrando o diálogo e deixando-o sozinho ali.
Era tarde. Não tinha mais volta.

Porém...
O que ela tinha dito, soou como um consolo. E aquele consolo serviu para que melhorasse aquela cara depressiva.
Alguém. Alguém um dia iria amá-lo. Alguém que ele faria de tudo para não perder.
Para não cometer o mesmo erro.

E com esse pensamento em sua cabeça, o rapaz voltou para casa. Podia ter perdido aquela chance, mas esperava pela próxima que teria.




★Nota da autora:

Essa é uma das oneshots cujo tento explorar esse pairing desde que passei a gostar de Daiyako. E eu acredito que este par não é "crack pairing", sendo que existe inúmeras evidências dele no anime e em Hurricane Touchdown/Supreme Evolution. Adoraria que a Toei tivesse dado uma ênfase na amizade destes dois, ao menos para sabermos mais ou menos como eles se conheceram...

Ah, isso vai ser a próxima oneshot que pretendo fazer...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Hatake em Qui Out 13, 2011 12:45 am

Baaaaw ;_;

Coitado DDDDD:
E lol, Miyako ftw <3 *SHOT*

Aliás, gosto de quando as coisas são tratadas dessa forma, acho que sou meio masoquista, ou sei lá, mesmo assim, sinto pena dele XD
avatar
Hatake
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 85
Data de inscrição : 30/08/2011
Idade : 25
Localização : No cantinho escuro da DW

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidad em Qui Out 13, 2011 12:15 pm

Gostei da segunda, Daisuke x Tagiru :3
Nossa ele realmente ficou bem amadurecido, mas me lembrou uma mistura de Taiki com o Ryouma xD
Mas só um detalhe, tinha pequeninos erros de português, mas mesmo assim o que conta é a história, achei foda e engraçado parece que Jogress Shinka virou DigiXros @_@'

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidado em Sex Out 14, 2011 9:46 pm

@Hatake: Masoquista e_e Nah, eu não tenho saco pra romancecinho kisu kisu love love mesmo. Dá pra ver QUANTAS fanfics românticas que eu escrevi e quantas terminaram em algum parzinho lindo e todo feliz.

@Peach: Corrigido u_u Isso que dá escrever de madrugada... Preciso de café para escrever mais durante a madrugada e evitar erros.

BEM.
Isso aqui é graças a isso aqui que a Juny fez. E como hoje não tinha mais nada pra fazer na aula, resolvi fazer essa oneshot idiota.
Espero que gostem, e malz aê pelos fails... Não manjo de Tamers e então vai ficar uma droga.

Also... quem disser que aquele rpg do twitter não rende em nada merece apanhar de todos os digimons Kyuukyokutais.




★ Fall in Love

Personagens: Daisuke & Takato (respectivamente: @Dai_Motomiya & @M_Takato)
Base: RPG [Twitter]
Tema: amor, comédia
Classificação: K


[Ignorem os erros. Repassei o texto diretamente pra cá]



Ok. Eu admito. Depois de muito tempo em convívio com ela, seja na escola ou no grupo, confesso que sinto algo pela Miyako. Até consegui ter algum tipo de relacionamento por alguns meses. E vocês sabem. Sempre tem algum obstáculo me impedindo de conseguir o que quero. Se com a Hikari-chan era o Takeru... O meu principal problema foi...

- Ken... Tem algo de errado?
- Não, Motomiya. Só estou exausto dos trabalhos da faculdade.

Ele não me parecia bem... comigo. E de uma hora pra outra... E por mera coincidência logo depois que nós, Miyako e eu, termos começado a namorar.

- Quer ajuda? - ofereci-me - Podemos ser de salas diferentes, mas é o mesmo professor e curso...

- Não. - Negou-me, acenando com a cabeça. E seu sorriso era meio forçado. Sentia que ele escondia algo - Agradeço a ajuda, mas quero ficar sozinho. Preciso de um tempo para relaxar e refletir um pouco.

- Uh... Ok. Qualquer coisa, tamos aí! - Sorri ao Ichijouji, sem compreender aquela frase.
- Certo...

E aquilo continuou por semanas. Antes ele me chamava pelo meu nome, já que somos grandes amigos. Mas agora só ouvia "Motomiya" ou "Motomiya-kun". O contato com ele também ficou mais restrito. E sempre que a Miyako estava conosco, sentia que ele sofria repressão e incomodação. Parecia que o mal-estar era causado pelo meu namoro com a Miya-chan. Parecia não... Era isso mesmo.

Passou alguns meses... Ouve desentendimentos entre nós três... E aí decidi. Terminei com ela.
Mas... Eu me sinto péssimo agora.


- Eu te entendo, Dai...
- Entende, Takato...?
- Ah, você viu o twitter. - respondeu - Ainda gosto da Juri.
- Vi... E ela também viu. Talvez tenha um jeito de vocês se entenderem...
- E quanto a você e a Miyako-san? Acha que não dá para resolver?
- Sei lá! Vivo gostando das garotas que já tem um cara.
- Por que não tenta?
- Acha que vai adiantar? Tentar eu tento, mas o Ken não vai aprovar. Ele também gosta da Miyako...
- É... E eu também acho que vai dar na mesma o meu caso...

Suspiraram desanimadamente. Ambos dividiam a mesma mesa de um Cyber Café. O Matsuda e o Motomiya tomavam, respectivamente, café e leite com mel, acompanhado de dois cupcakes para cada um deles.

- Acho que somos azarados no quesito amor... Só o senpai e o Taiki que se deram bem.
- É mesmo... E quanto ao Takuya e ao Daimon-sama?
- Troll Kanbara nem liga, pega a Izumi de qualquer jeito. E eu não sei quanto ao Masaru. E prefiro não descobrir. Aquele cara mete medo.
- Ah... E então... Quer fazer alguma coisa? Suas aulas acabaram cedo hoje, né?
- É, acabaram. O professor das duas últimas aulas está afastado... *sigh* E fazer o quê, Takato...?
- Ué, dar uma volta... Jogar bola com nossos parceiros...

Daisuke deitou o queixo na mesa, resmungo algo em voz baixa. Não, Takato não estava incomodando-o. Era seus sentimentos. Ele sabia que lá no fundo gostava de duas garotas... Que não conseguiu conquistá-las. Ou melhor, conseguiu uma, mas foi por pouco tempo. O amigo (e goggle boy também) pegou seu portátil da mochila e voltou ao trabalho... Enquanto não ouvia a resposta do outro rapaz.

- Takato... O que elas vêem nesses caras...? - perguntou Dai, olhando para o Matsuda por cima de seus óculos.
- O Ken e o Hirokazu...? Ahn... Não sei também.

- Muita sacanagem...! A gente se mata dando o nosso melhor, fazendo loucuras, trabalhando e tentando tornar um cara mais "decente"... E elas preferem outro, que são tão sem-graça que... Nah. Vou parar por aqui. O Ken é meu amigo! E eu não devia ficar com ciúmes dele... E vice-versa.

- Bom, o Kazu não é tão sem-graça... Acho que ele engraçado demais até... Não sei o que a Juri viu nele... E eu também não devia estar falando dele pelas costas... Somos amigos...!

- Amigos e estamos simplesmente esquecendo disso... - suspiraram a dupla em conjunto.
- Ei... Takato... - Daisuke sentou-se normalmente agora na cadeira.
- Diga... - falou, mas sem tirar os olhos do que fazia ali no portátil.
- Tá afim de andar por Akihabara...? Talvez um ar fresco nos faça bem.
- E o trabalho...?
- Folga hoje... Ela e eu. O sr. Inoue nos dispensou devido ao exames da faculdade...
- Ok... Acho que posso dar uma pausa nisso aqui e terminar assim que chegar em casa...

Levantaram-se da mesa, foram ao caixa e racharam a conta. Em seguida saíram pela calçada, carregando Chibimon e Gigimon em seus braços. Estava indo tudo bem, até passarem por uma lanchonete. Continuaria tudo legal se não vissem suas amadas lá dentro...
E seria muito melhor se não tivessem visto aqueles rapazes quem falavam minutos atrás.

Os dois goggle boys ficaram parados, olhando a cena em silêncio mortal. Um olhou para o outro depois, e retomaram a observar a cena.
Três minutos depois, sem sair daquele choque...

- E-Eu preciso de c-café... - gaguejou Takato.
- P-Preciso comprar r-ramen... - grunhiu Daisuke.
- Daisuke? Takato? - disseram os dois digimons ali, olhando para seus parceiros.
- Doushite?! - soltaram ao ar, choramingando.
- ...




★Nota da autora:

Juny, eu mudei o treco do motel pq acho que "motel" não tem nada a ver com o "conceito errado" que empregamos aqui no Brasil u_u;

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Convidad em Sab Out 15, 2011 12:09 am

Nossa amo Kenyako, mas agora deu pena do Dai-san D:
Takato também, nossa isso veio durante suas madrugadas? @_@'
Pobre Daisuke e Takato T_T'

E Takuya já devia estar namorando a Izumi LOL'

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Hinata Plusle em Sab Out 15, 2011 12:36 am

Lol... Agora notei uma coisa: já são três versões do mesmo acontecimento O.o

Do Twitter: Takato, sozinho, em Akihabara, por onde passava por acaso, vê Juri com um rapaz desconhecido num café bar. Juri recusa o pedido do tal rapaz.
Do DA: Takato e Daisuke veem Juri e Miyako com Hirokazu e Ken na frente de um motel.
Da DZ: Takato e Daisuke, em Akihabara, onde foram afogar as mágoas, veem Juri e Miyako com Hirokazu e Ken em uma lanchonete.

Agora me digam... Qual delas é a oficial? XD

Spoiler:
E... Psiu, mas o Hirokazu já tem outra garota. #simeusoumaluca
avatar
Hinata Plusle
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Feminino Mensagens : 445
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 20
Localização : Ringtown, Fiore

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Jyunirii em Sab Out 15, 2011 3:24 pm

DikPeach92 escreveu:Nossa amo Kenyako, mas agora deu pena do Dai-san D:
Takato também, nossa isso veio durante suas madrugadas? @_@'
Pobre Daisuke e Takato T_T'

E Takuya já devia estar namorando a Izumi LOL'

DEVIA. Mas ela quer mesmo é o Kouji (vide CD-Drama)

Hinata Plusle escreveu:Lol... Agora notei uma coisa: já são três versões do mesmo acontecimento O.o

Do Twitter: Takato, sozinho, em Akihabara, por onde passava por acaso, vê Juri com um rapaz desconhecido num café bar. Juri recusa o pedido do tal rapaz.
Do DA: Takato e Daisuke veem Juri e Miyako com Hirokazu e Ken na frente de um motel.
Da DZ: Takato e Daisuke, em Akihabara, onde foram afogar as mágoas, veem Juri e Miyako com Hirokazu e Ken em uma lanchonete.

Agora me digam... Qual delas é a oficial? XD

Spoiler:
E... Psiu, mas o Hirokazu já tem outra garota. #simeusoumaluca

A da nina. Ficou mais churros.

Spoiler:
Shuichon não conta, ela ainda é uma pré-adolescente que gosta de SHINee

Nina, não preciso dizer que gostei de todas, mas última me fez até sentir dó dos dois. Ficou bem escrita, todas elas.
avatar
Jyunirii
Moderadores
Moderadores

Comportamento : 100%
Feminino Mensagens : 1529
Data de inscrição : 04/08/2011
Idade : 21
Localização : West Shinjuku while I'm listening The Biggest Dreamer.
Mensagem Pessoal : Amigos ate que o Ryouki nos separe.


http://pixiv.me/033210

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The book of Wish [Oneshots]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum