[Fanfic] Digimon Guardians

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Sab Jan 07, 2012 6:32 pm


É o ano de 2247, um pesquisador descobre a existência de um mundo paralelo. Depois de anos pesquisando esse lugar o pesquisador vê a oportunidade de salvar a raça humana de uma Terra doente e poluída. Sendo assim a humanidade se estabelece no mundo onde criaturas conhecidas como Digimon habitam.

Anos se passam desde a colonização humana no Digimundo. Três amigos, Kayo, Jessica e Abel, irão enfrentar desafios surpreendentes para impedir que antigas ameaças retornem à ativa.

Capítulos



Última edição por Colddy Shadow em Seg Jan 09, 2012 5:57 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Sab Jan 07, 2012 6:34 pm

Personagens


Kayo
Jessica
Abel

DigiDex


Capítulo 1 – Hora do chá com a velha Babamon!
Spoiler:

Nome: V-mon
[V vem de Victory, Vitória em inglês.]
Nível: Child
Atributo: Vacina
Tipo: Pequeno Dragão
Golpes: V Headbutt, V Rush
Parceiro: Kayo
Evoluí de: ???
Evoluí para: ???
Nome: Tentomon
[Tentoumushi, Joaninha em japonês]
Nível: Child
Atributo: Vírus
Tipo: Inseto
Golpes: Dynamo Shock, Electric Slash
Parceiro: Não há.
Evoluí de: ???
Evoluí para: ???
Nome: Babamon
[Baba significa Velha Senhora em japonês]
Nível: Ultimate
Atributo: Vacina
Tipo: Antigo
Golpes: Empress Haze, Tri-Banish
Parceiro: Não há
Evoluí de: ???
Evoluí para: ???
Nome: Pitchmon
[Onomatopeia para o som de poças d'água espirrando]
Nível: Baby
Atributo: Não Há
Tipo: Microrganismo
Golpes: Bubbles
Parceiro: Jessica
Evoluí de: ???
Evoluí para: ???
Nome: Fruit Passiomon
[Vem de Passion Fruit, nome comum do Maracujá em Inglês]
Nível: Adult
Atributo: Vacina
Tipo: Planta
Golpes: Sleeping Aromatherapy, Citrus Machine-gun
Parceiro: Não há
Evoluí de: ???
Evoluí para: ???

D-SED Commands


Digimon Realize: Comando para materializar digimons dentro do D-SED.
DigiSoul Charge: Ativa a evolução para o nível Adult.
DigiSoul Full Charge: Ativa a evolução para o nível Perfect.
DigiSoul Charge OVERDRIVE: Ativa a evolução para o nível Ultimate.
Chain Evolution: Utilizado para fundir e evoluir (Jogress) digimons no mesmo D-SED.
DigiSoul Link Evolution: Utilizado para fundir e evoluir (Jogress) digimons em D-SEDs diferentes.
Core Scan: Comando utilizado para copiar o núcleo de um digimon selvagem.
Digimon Regeneration: Comando para regenerar um digimon à partir de um núcleo.
Digimon Core Assimilate: Comando para que um determinado digimon absorva o núcleo de outro digimon.


Última edição por Colddy Shadow em Seg Jan 09, 2012 4:05 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Sab Jan 07, 2012 6:35 pm

INITIALIZING SYSTEMS
RUNNING unknown_software.log
PLEASE WAIT
[. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ] 100%
RUN ACOMPLISHED

unknown_software.log

16 de Dezembro de 2247 ás 22 hrs e 32 mins - Depois de analisarmos profundamente um Bug ocorrido em nossos sistemas de nuvem[1] acabamos por descobrir assinaturas gigantescas de um programa desconhecido. Nunca havíamos visto coisa semelhante, é intrigante a complexidade dessa... coisa. Demos inicio a uma pesquisa nesse programa.

20 de Dezembro de 2247 ás 15 hrs e 05 mins - Sem maiores informações acerca do programa encontrado. Ainda é um mistério de como ele foi parar em nossos sistemas, mas pelo menos pudemos confirmar que a origem do Bug é esse programa.

01 de Janeiro de 2248 ás 00 hr e 27 mins - Já é ano novo, todos estão em suas casas comemorando, mas eu fiquei... Eu fiquei para analisar essa coisa! Agora usamos o nome "DIGITAL MONSTER" para designar esse programa. Ainda sem maiores novidades.

03 de Janeiro de 2248 ás 13 hrs e 01 min - Estou há 10 dias trabalhando sem parar. DIGITAL MONSTER está me deixando cada vez mais nervoso! Descobrimos que a quantidade de informações contidas nele é quase o total de informações contidas na Terra.

04 de Janeiro de 2248 ás 23 hrs e 12 mins - Decidi dar um tempo nas pesquisas. Tirarei alguns dias de folga em minha casa...

05 de Janeiro de 2248 ás 16 hrs e 32 mins - Não resisti e voltei para cá. Eu tenho que desvendar DIGITAL MONSTER! EU TENHO!

17 de Fevereiro de 2248 ás 09 hrs e 53 mins - Conseguimos decodificar parte de DIGITAL MONSTER. Já podemos fazer nossas conclusões, parece ser um tipo de jogo, muito bem elaborado. Quem desenvolveu tal software deve ser um gênio. Não pararei minhas pesquisas, não desvendamos nem 10% deste maravilhoso programa!

28 de Abril de 2248 ás 18 hrs e 18 mins - Estamos todos espantados na empresa! Descobrimos o ano de criação de DIGITAL MONSTER: 1946! Estamos loucos, abismados, como um programa de 302 anos consegue ser tão complexo e gigantesco?

15 de Dezembro de 2249 ás 03 hrs e 24 mins - Já fazem 2 anos que essa pesquisa começou. Decodificamos mais de 30% de DIGITAL MONSTER...

26 de Fevereiro de 2250 ás 17 hrs e 28 mins - A empresa faliu... Entretanto eu e mais alguns ex-companheiros de trabalho compramos alguns dos Mainframes da empresa e continuamos a pesquisa independentemente.

03 de Março de 2250 ás 20 hrs e 00 min - Pouco mais de 35% de DIGITAL MONSTER foi decodificado. As pesquisas avançam lentamente sem o auxilio da empresa. Curiosamente descobrimos que a data deste programa coincide com a criação do primeiro computador que se tem notícias: ENIAC.

07 de Setembro de 2250 ás 10 hrs e 14 mins - Decidimos parar com as pesquisas temporariamente. Estagnamos em 40% de decodificação e não conseguiremos avançar por falta de recursos. Junto com meus companheiros de pesquisa decidi abrir uma nova empresa de desenvolvimento de Softwares de segurança para angariar fundos para dar continuidade as pesquisas. Demos o nome-fantasia à empresa de "HACKERS".

30 de Novembro de 2253 ás 02 hrs e 43 mins - Em menos de 3 anos HACKERS já era a empresa líder em desenvolvimento de Softwares de segurança! Comemoramos nosso sucesso e reiniciamos as atividades sobre DIGITAL MONSTERS.

04 de Fevereiro de 2254 ás 14 hrs e 44 mins - 50% Decodificado! Mal consigo descrever minha alegria. Descobrimos que este programa acumula informações com uma velocidade impressionante, é como se mudasse e evoluísse de maneira nunca vista antes. Como um software tão velho assim consegue ser tão complexo ainda é um mistério.

23 de Março de 2254 ás 19 hrs e 13 mins - Descobrimos algo perturbador... Se DIGITAL MONSTER é um jogo, então é um jogo muito avançado, é como se formas de vida estivessem ativas dentro dele. É perturbador, muito perturbador, principalmente por se tratar de um programa extremamente secular.

16 de Julho de 2254 ás 22 hrs e 03 mins - 70% Decodificado... Descobrimos o que DIGITAL MONSTER é. Mudamos seu nome para DIGITAL WORLD.

01 de Outubro de 2254 ás 15 hrs e 29 mins - 100% de Decodificação. Demos início há uma nova pesquisa...

24 de Março de 2255 ás 19 hrs e 30 mins - Conseguimos com êxito colocar nossos pés em DIGITAL WORLD. Algumas criaturas locais conseguem falar e se auto proclamam Digimon. Creio que HACKERS se tornará a maior empresa do Mundo!!!

29 de Março de 2255 ás 12 hrs e 00 mins - Demos início à exploração de DIGITAL WORLD. Poderemos usar os Digimon para nossos benefícios...

10 de Novembro de 2255 ás 18 hrs e 55 mins - Capturamos alguns Digimon e estamos vendendo-os em forma de um jogo ultra interativo chamado D-PETs.

25 de Dezembro de 2255 ás 08 hrs e 04 mins - As vendas de D-PETs para o Natal são um sucesso!

18 de Agosto de 2256 ás 22 hrs e 11 mins - Tendo em vista a crescente degradação da Terra nós da HACKERS decidimos investir em algo que nos deixará infinitamente milionários: A COLONIZAÇÃO DE DIGITAL WORLD!

16 de Dezembro de 2257 ás 22 hrs e 32 mins - Exatamente após 10 anos de pesquisas acerca de DIGITAL WORLD nós concluímos o projeto mais ambicioso do mundo. Declaramos DIGITAL WORLD aberto para toda a população do planeta Terra!

17 de Dezembro de 2257 ás 12 hrs e 00 mins - Completamos a transferência de todos os seres humanos para DIGITAL WORLD, portanto encerro por aqui este LOG.


CLOSING unknown_software.log
USER LOGOFF: Analogman
SHUTTING DOWN HACKERS SYSTEMS

avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Sab Jan 07, 2012 6:37 pm

Introdução

Não lembro muito bem de todas as histórias que meu avô me contava, mas lembro que ele dizia que antigamente nós humanos vivíamos em um mundo diferente, onde dgimons não existiam.

Imaginem só! Um mundo sem digimons? Que loucura, os digimons são muito legais, alguns de meus melhores amigos são digimons... Na verdade meus dois melhores amigos são humanos mesmo, Jessica e Abel, nós crescemos juntos e somos inseparáveis. Ah! Eu sou Kayo e tenho 14 anos.

Como eu ia dizendo meu avô me contava histórias de um mundo onde tudo era cinza e fedorento, onde máquinas enferrujadas, sucata e os mais diversos tipos de lixo tomavam conta da paisagem. Nós humanos vivíamos lá até uma empresa chamada Hackers nos trazer para cá. De fato existe uma tal de Hackers por ai, sei que foi a criadora do meu desejado D-SED, mas ela é só uma empresinha falida de gadgets inúteis, duvido que ela tenha sido capaz de transportar bilhões de pessoas de um mundo para outro.

E falando nisso você já conhece os D-SED? Não? D-SED é acrônimo para Digital Soul Extend Device. Esses aparelhinhos servem para intensificar as relações entre humanos e digimons, ele é muito legal, eu quero um, mas só os Domadores que nos protegem de digimons selvagens e hostis podem tê-los. Meu sonho é ser um Domador!

Bom, sendo verdade ou não as histórias do um avô eu prefiro muito mais o mundo verdejante e alegre em que vivemos hoje do que um cinza e fedorento.
avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Marty em Sab Jan 07, 2012 7:18 pm

O prólogo me animou, um futuro onde os seres-humanos colonizam o DW.. Parece um sonho. Vou acompanhar, essa fic tem futuro o_o
avatar
Marty
Adult (Seijukuki)
Adult (Seijukuki)

100%
Masculino Mensagens : 547
Data de inscrição : 16/10/2011
Idade : 21
Localização : São Paulo
Mensagem Pessoal : dreaming in the rain

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Sab Jan 07, 2012 7:28 pm

Ah vlw *-* Pretendo postar o capitulo 1 ainda hj, to terminando nesse momento xD

E vou atualizar aquela parte de Personagens e Digidex assim q postar o primeio capitulo okey moderas?

Ah! Alguém sabe me dizer se tem um BB Code para Parágrafo? Tentei dar espaços mas eles somem XD
avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Sab Jan 07, 2012 8:18 pm

Capítulo 1 – Hora do chá com a velha Babamon!

Aquela manhã estava muito agradável, acordei com um raio de sol incidindo da janela em meu rosto. Levantei de minha cama ainda com os olhos pesados e me arrastei de pijamas até a cozinha onde geralmente encontrava minha mãe fazendo qualquer coisa. Chegando lá vi a Jessica sentada à mesa com uma xícara de café na mão e com a sua costumeira camisa laranja, shorts jeans rasgado e os longos cabelos negros sobre os ombros, minha mãe estava de costas lavando a louça com seu aventalzinho rosa. Tão logo Jessica percebeu minha presença soltou um olhar fulminante em minha direção que só ela conseguia soltar.

— Você acordou agora?! – perguntou Jessica com um ar severo como se fosse minha mãe.
— Hoje é domingo, normal acordar tarde. Não temos compromisso nem nada...
— Você está brincando não é?! – ela parecia mais furiosa.
— O que houve?
— Você se esqueceu que ficamos de ajudar a velha Babamon com os órfãos hoje?

Parei por um momento, olhei para o relógio na parede, olhei para Jessica, olhei para o relógio e me dei um tapa na testa.

— É mesmo! Já são 11 horas, deveríamos estar lá às 10 e meia!
— Eu estava lá com Abel. Como você estava demorando vim ver o que acontecia.

Minha mãe ria na pia e eu corri para o banho mais rápido de minha vida. Enquanto isso Jessica e mamãe conversavam na cozinha.

— Me desculpe Jessica, o Kayo não me disse nada sobre esse compromisso, se não eu o teria acordado mais cedo.
— Tudo bem senhora Runegood, o Kayo é avoado mesmo. O mais importante é ele ir, mesmo que atrasado.

Em menos de 10 minutos eu estava de volta à cozinha, com minha camiseta branca, o colete azul por cima e shorts cinza. Jessica me encarou e apontou para cima.

— O cabelo. – disse ela.
— Esqueci!

Corri para meu quarto novamente, botei meu cabelo para cima de forma que ficasse arrepiado e os óculos que meu avô me dera sobre a testa. Eu estava pronto para tudo agora. Corri para a cozinha, peguei Jessica pelo braço, nem deixei que se despedisse da minha mãe, saímos pela porta zunindo em direção à casa da Babamon, que por sorte não era muito longe da minha.

A casa da Babamon não era muito grande, mas era aconchegante, ficava no alto de uma pequena colina, era rodeada por cercas brancas, macieiras cresciam no quintal e mais ao fundo uma plantação de T-Bone Stick. Uma vez me disseram que carnes não brotavam da terra antigamente, mas não consigo entender como isso é possível.

Conforme nos aproximávamos da casa um ruído estranho ia se intensificando, parecia uma briga de gatos ou algo assim, Jessica acelerou os passos.

— Oh não! Abel deve estar com problemas.

Corremos o mais rápido que pudemos e finalmente consegui entender o que era o ruído: choro! Choro de bebês!
Entramos na casa da velha Babamon, o primeiro cômodo era uma sala, estava um caos, bebês Digimon berravam aos quatro cantos. No meio da balburdia identifiquei Abel, com sua pele pálida e olhos fundos, seus cabelos roxos e arrepiados, uma bandana preta com desenhos de caveiras no pescoço, uma camisa azul escura com as mangas rasgadas e calça jeans, em seus braços encontravam-se um Punimon e um Yuramon com mamadeiras. Abel parecia agitado, andava de um lado para outro balançando os bebês nos braços. Avistei mais dois amigos cuidando da criançada, V-mon e Tentomon, dois digimons, o primeiro era um pequeno lagarto bípede azul de barriga branca e uma marca amarela em V na testa, Tentomon era um besouro vermelho com longas antenas e pares de patas extras que carregavam mais bebês.

— Vejo que os órfãos estão agitados. – comentei com Jessica. – Mas onde está Babamon?
— Deve estar na cozinha preparando mais mamadeiras.

Abel conseguiu ouvir minha voz com tanta choradeira, ele virou-se em minha direção, seus olhos que eram distantes e pareciam irritados quando me viram.

— Já não era sem tempo! Precisamos de toda a ajuda possível aqui. – Abel vinha vindo em minha direção driblando-se entre os pequenos digimons no chão, ao se aproximar deixou o Punimon e o Yuramon comigo, pegou duas mamadeiras em cima da mesinha no centro da sala e ergueu outros dois bebês em seus braços: os irmãos Botamon e YukimiBotamon.
— Desculpem o atraso é que eu...
— Estava dormindo e se esqueceu do seu compromisso. – interrompeu-me Abel de uma forma muito seca. Eu senti meu rosto corar.

Logo V-mon, meu melhor amigo Digimon que estava carregando três bebês de uma vez, dois Petitmon e um Jyarimon, e Tentomon, que carregava quatro, todos Poyomon, graças aos seus braços extras, vieram me cumprimentar.

— E ai Kayo, como está?
— Bem V-mon. E vocês?

V-mon acenou positivamente com a cabeça.

— Estamos bem também. – respondeu-me Tentomon.

A choradeira tinha cessado desde que Abel deu mamadeira para os irmãos Botamon. Jessica olhava pelos demais bebês que ainda estavam no chão, Bombmon, que perseguia uma Nyokimon, a única a chorar ainda, e dois Puffmon pulando alternadamente um sobre o outro, acho que estavam brincando de pula sela.

Jessica estava procurando seu órfão favorito. De repente PUUUUUU uma coisa gelatinosa e escorregadia, muito parecida com um peixinho, pulou nas costas dela.

— Haha Pitchmon você está ai. – a expressão severa que Jessica tinha até então sumira.
Puuuuuuuuuuu! – ele a adorava.
— Você já tomou sua mamadeira? Tem que tomar tudo pra crescer forte.
Puuuu Puuu!!! – Pitchmon pulava sobre os ombros de Jessica com uma expressão muito feliz.

Passamos um bom tempo brincando com os bebês até que Babamon surgiu da cozinha trazendo uma assadeira cheia de biscoitos. Babamon era uma senhora Digimon, tinha cabelos brancos presos em coque com uma franja cobrindo seus olhos, usava um colar de contas rosa e uma blusa verde que era muito grande para sua altura diminuta, o que fazia com que as mangas cobrissem completamente suas mãos. Ela cuidava de digimons bebês órfãos até que eles crescessem e fossem viver em outro lugar. V-mon e Tentomon moravam com a velha senhora, eram órfãs também e ajudavam-na nos afazeres domésticos. Existia um terceiro Digimon no mesmo nível de V-mon e Tentomon que morava ali, era Chuumon, mas ele fora embora havia poucas semanas.

— Kayo, você veio! Venha aqui e deixe-me dar um beijo.

Babamon deixou a assadeira em cima da mesinha central da sala e veio com os braços estendidos em minha direção, eu tinha que me abaixar para que ela pudesse alcançar meu rosto e dar os seus estranhos e gélidos beijos.

— Trouxe biscoito para os bebês, depois vamos colocá-los para dormir.
— Certo. – disse Abel ao fundo, parecia aliviado em ouvir que os bebês iriam dormir.

Demos os biscoitos aos pequeninos e os levamos para o quarto ao lado onde se encontravam vários berços. Babamon pegou Bombmn e os dois Puffmon, Jessica levou Pitchmon e a Nyokimon. Ficamos lá até eles pegarem no sono, o que não demorou muito já que estavam muito cansados de tanto chorar, pular e correr um atrás do outro.

— Agora vamos até a cozinha queridos, fiz mais biscoitos para vocês e chazinho.

Na cozinha sentamos na grande mesa redonda, cada um com uma xícara do delicioso chá de maçã de Babamon e com uma assadeira cheia de biscoitos no centro. Jessica, V-mon, Tentomon e eu estávamos em uma extremidade conversando. Babamon preparava outra fornada de biscoitos e Abel estava extremidade mais distante de nós, quieto e estranho...

— O houve Abel? Por que está se isolando? – Perguntou V-mon.
— Ah, não é nada só estou pensativos sobre uns assuntos ai...
— Chegue mais perto. – convidei. – Venha conversar conosco também.
— Não, sério, estou em aqui.

Aquilo pareceu rude, mas achei melhor não falar mais nada.

Enquanto conversávamos sobre os mais diversos assuntos eu me lembrei das histórias do meu avô, contei para Jessica, V-mon e Tentomon que meu avô dizia que nem sempre os humanos habitaram este mundo, que tínhamos vindo de um mundo doente e perdido em meio a muita poluição. Eles disseram não saber de nada, então resolvi perguntar à Babamon que estava prestes a tirar outra assadeira de biscoitos do forno para substituir a da mesa já vazia.

Não sabia a idade precisa da Babamon, mas ela era velha, muito velha, e sábia, pra mim ela sabia tudo sobre tudo, pois vivia nos contando fatos históricos.

— Babamon, é verdade que nós humanos viemos de outro mundo?
— Oh sim. Há muito tempo atrás só os digimons habitavam este mundo. – ela me respondeu enquanto estava trazendo a assadeira para a mesa. Foi então que Abel fez uma pergunta muito estranha.
— Senhora, pode me dizer o que sabe sobre a Guerra dos Grandes?

Babamon derrubou toda a assadeira de biscoitos no chão quando ouviu o pedido de Abel. Ela ficou paralisada por um momento. Corri para ajuda-la a se sentar em uma cadeira.

— Obrigado Kayo. Abel, como você conhece a Guerra dos Grandes?
— Bem, eu ouvi alguns domares conversando sobre isso na entrada da cidade, fiquei curioso. – sua voz parecia ansiosa, e ele estava agitado tamborilando os dedos na mesa.

— Pois bem, vou lhes contar essa história... – sua voz estava falhando, ela pigarreou e continuo. – Há mais ou menos quinhentos anos o Digimundo não era tão pacífico como hoje. Existia um grupo de digimons conhecido com Sete Grandes Lordes Demônios que causavam dor e sofrimento pelos quatro cantos, eles eram Leviamon, a besta marinha, Beelzebumon, o assassino, Daemon, o imperador, Lili... – Babamon parou por um momento, suspirou, e retomou. – Lilithmon, a dama sombria, Belphemon, o destruidor, Barbamon, o ancião e Lucemon, o anjo caído, líder deles. Esses digimons almejavam Yggdrasil, o cérebro que mantinha o controle sobre o Digimundo.

Yggdrasil, no entanto, possuía um grupo de poderosos digimons para protegê-la, os Cavaleiros Reais, eram treze no total, sendo os líderes Alphamon e Omegamon e junto com Duftymon, Lord Knightmon, Dynasmon, Alforce-Vdramon e Examon eles eram os mais fortes do grupo. Lutando ao lado dos Cavaleiros Reais pelo bem do Digimundo estavam as forças do Céu, vários digimons anjos comandados pelos Cinco Anjos Guardiões, Seraphimon, Ophanimon, Cherubimon, ClavisAngemon e o líder do Céu, Bagramon.

Contudo os Lordes Demônios conquistaram muito mais aliados durante sua jornada à Yggdrasil. Houve então a chamada Guerra dos Grandes, milhões de digimons inocentes foram envolvidos e mortos na batalha, em ambos os lados muitos guerreiros caíram, mas algo de muito pior aconteceu, algo que quase levou a destruição do Digimundo. Bagramon, o líder dos anjos, se voltou contra seus aliados e levou com sigo muitos outros anjos, reforçando ainda mais o time dos demônios. Yggdrasil furiosa lançou uma maldição contra Bagramon e os anjos caídos e liberou uma fera das profundezas da Área Negra, uma fera proibida de existir pelas leis do Digimudo, um monstro capaz de destruir todo o universo, mas que estava totalmente sob o controle de Yggdrasil com o único proposito de varrer os digimons da face do Digimundo. A Fera sozinha aniquilou grande parte das hordas demoníacas, mas ela não distinguia entre o bem e o mal e também destruiu as hordas aliadas. Alphamon e Omegamon ficaram indignados com a atitude de Yggdrasil e perceberam que aquela que eles tanto protegiam era a maior ameaça para o Digimundo. Não havia mais guerra entre os Lordes Demônios, os Cavaleiros Reais e os Anjos Guardiões, mas ainda restava um inimigo.

Com as forças aliadas debilitadas e as hordas demoníacas batendo em retirada, Alphamon e Omegamon lutaram sozinhos contra A Fera, mas ela era poderosa de mais. Então os dois descobriram um modo de acabar com dois problemas de uma única vez. Vendo que derrota-la era impossível eles selaram-na junto à Yggdrasil que fora desativada, com isso Yggdrasil não poderia mais interferir no Digimundo e a Fera estaria sobre controle e evitando que qualquer outro Digimon tentasse buscar novamente os poderes de Yggdrasil.

No fim Leviamon, Beezebumon, Belphemon, Lucemon, Bagramon, Seraphimon, Ophanimon, Cherubimon, Duftymon, Lord Knightmon, Dynasmon, Alforce-Vdramon e Examon, entre tantos outros, haviam sido derrotados e Lilithmon, Barbamon, Daemon, Alphamon e Omegamon desapareceram. ClavisAngemon é o único dos grandes que continua vivo e cujo paradeiro se é conhecido, ele governa o continente central do Digimundo, o Continente Kernel. – Babamon parecia muito perturbada ao terminar essa história.

Eu não sabia como me sentia, estava arrepiado, nunca tinha imaginado que tais forças existiam no Digimundo. V-mon estava com os olhos arregalados, Jessica estava agarrada a Tentomon. Abel era o único q sorria de forma demente, nunca o vi assim, parecia muito excitado com a história.

— Então alguns Lordes Demônios ainda podem estar por ai? –perguntou Abel quase em êxtase.

Babamon estremeceu e assentiu com a cabeça.

— Mas felizmente já faz quinhentos anos desde a Guerra dos Grandes e até agora nada aconteceu...
— Espero que continue assim. – disse Jessica ainda agarrada ao Tentomon.

Ajudamos Babamon a varrer o chão por causa dos biscoitos perdidos. Mesmo nós dizendo que não precisava fazer outra fornada de biscoitos, Babamon insistiu. Enquanto esperávamos nos dispersamos pela casa. Jessica foi brincar com Tentomon e Pitchmon que acabara de acordar, Abel estava na sala, com os pensamentos distantes e V-mon e eu saímos para o quintal conversar.

— O Abel anda muito estranho ultimamente.
— Nunca gostei dele, não o acho confiável.
— Ora V-mon, eu cresci com ele e Jessica, somos muito ligados, eu sei que ele parece mal e é rude as vezes, mas ele é uma boa pessoa, sempre foi.
— Talvez... – V-mon se interrompeu e olhou fixamente para uma das macieiras.
— O que houve?
— Achei ter visto algo se mexer.

Veio um CREQUE da árvore para qual V-mon olhava. Os galhos balançavam loucamente e as maçãs iam caindo feito chuva. De repente “CUIDADO!” e V-mon pulou em minha direção nos derrubando, por cima de nós uma rajada de balas passou zunindo e acertou o chão deixando-o todo perfurado.

— O que foi isso? – levantei-me meio atordoado.

V-mon não se intimidou, num salto já estava de pé, correu até a árvore e meteu-lhe uma cabeçada.

V HEADBUTT!! – gritou ele.

Toda a árvore tremeu, lá de cima da copa pude ouvir um grunhido esganiçado e então uma coisa grande e amarelada se espatifou no chão. Imediatamente um cheiro tomou conta do lugar, era um cheiro cítrico muito gostoso de uma fruta... Uma fruta... Maracujá! Olhei para a coisa que acabaram de cair da árvore. Era o maior Maracujá que eu já tinha visto!

O Digimon se levantou, parecia irritado, encheu o peito, achei que ia estourar, e liberou todo o ar aspirado com o cheiro característico da frua com a qual se parecia. Aquele cheiro começou a me deixar molenga, sonolento, simplesmente pendi para trás.

— Kayo!

V-mon correu em minha direção e me pôs de pé. Eu estava com muito sono e lutava para manter os olhos abertos.

— Ora seu... Quem é você afinal? – V-mon se dirigiu para o Digimon Maracujá.
— OOOOOOOOi! Sou Fruit Passiomon, prazer! Agora durma... SLEEPING AROMATHERAPY!!!

O Digimon lançou mais uma vez sua baforada de essência de maracujá, dessa vez contra V-mon. A boa notícia era que V-mon era rápido e conseguiu desviar a tempo, a má notícia é que todo o ataque veio direto para mim.

Agora não dava mais, antes de capotar em um sono profundo enxerguei Jessica, Abel e Tentomon chegando com um DYNAMO SHOCK. Apaguei...

Quando acordei eu estava deitado em um dos sofás da sala, a casa inteira cheirava a maracujá, eu gostava, mas depois de ter sido atacado duas vezes pelo SLEEPING AROMATHERAPY eu estava enjoado. Jessica me contara que expulsaram o tal de Fruit Passiomon, o coitado só queria roubar uns T-Bone Stick da plantação de Babamon. Ela também me dissera que V-mon me carregou sozinho até o sofá. Nunca pensei que ele fosse tão forte.

— Obrigado V-mon, você é um grande amigo.
—Ah! Não foi nada... – ele corou e coçou a cabeça desajeitadamente.

Fiquei deitado mais um tempo, pois ainda estava atordoado. Depois Jessica, Abel e eu fomos embora, nosso trabalho com Babamon estava feito.

[Capítulo 1 – FIM]
avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Takuya em Dom Jan 08, 2012 7:50 pm

Tava dando uma olhada aqui, caramba, ficou muito legal a apresentação da fic, gostei mesmo. Ate as fichas dos digimon você colocou! Não li ainda, porque to morrendo de preguiça (como sempre), mas nessa semana ainda eu leio e comento a respeito. Isso aqui parece interessante :P.
avatar
Takuya
Administrador
Administrador

100%
Masculino Mensagens : 3464
Data de inscrição : 01/08/2011
Idade : 27
Localização : Spiral Mountain
Mensagem Pessoal : I saw the end of an era with my own eyes. And in truth, I actually do know that it's my turn next.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Lukas em Dom Jan 08, 2012 8:18 pm

Eu disse que ia ler, e li. xD
Legal!! Gostei da forma que foi explicado os fatos, e da fanfic em geral. Também vou acompanhar.
Só acho que você deveria ter mostrado de um modo diferente a aparição do Fruit Passiomon. Tipo, foi algo tão "random"... xD
Tirando isso, tá ótimo. Aliás, nem é tão considerável como um "problema". Questão de gosto mesmo. x_x
Continue! =)
avatar
Lukas
Moderadores
Moderadores

100%
Masculino Mensagens : 1572
Data de inscrição : 19/08/2011
Idade : 20
Localização : Brasília, DF, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Colddy Shadow em Seg Jan 09, 2012 6:50 am

Oooi Lukas. Finalmente ehn? hauahauhaua Brinks

Obrigado pelo comentário *---*

Mas olha, o Fruit Passiomon vai aparecer de novo e terá um papel importante no capítulo 2
avatar
Colddy Shadow
Baby 1 (Younenki I)
Baby 1 (Younenki I)

100%
Masculino Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24
Localização : Na Terra dos Mortos-Vivos

http://www.colddyshadow.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Fanfic] Digimon Guardians

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum