Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por RukasuStorm em Sex Jan 13, 2012 9:15 pm

Esta será uma FanFic CrossOver (apresentará personagens de outras séries, como Adventure, Zero Two... até Xros Wars), ela foi principalmente inspirada em Kamen Rider Decade e em Steins;Gate. Só tenho no momento o prólogo, se alguém se interessar, eu continuo.


Shinjuku, Japão. 18 de Janeiro de 2038. 17:31:12

Um jovem estudante acaba de retornar a sua casa, trajava um gakuran. Aparentava estar no final do ensino fundamental. Tinha cabelo espetado, castanhos como os olhos. Em seu pescoço estava um par de goggles que usava como amuleto. Sua casa estava em um dos muitos prédios deste lugar movimentado, ao chegar a sua porta, ornamentada com uma placa de madeira em sua lateral escrito “Akiyama” em kanji verticalmente, ele retira uma chave de seu bolso e com ela destranca e abre a porta. Como costume tira os sapatos e os deixa na porta.

- Tadaima. – Disse ele ao entrar.

O apartamento era um pouco pequeno, uma sala anexa à cozinha, dois quartos e uma pequena sacada. Mas para uma família de três, era espaço suficiente.

- Você chegou cedo hoje, Date. – Disse sua mãe que estava na cozinha preparando alimentos. – Como foi o primeiro dia de aula?

- Entediante. – Respondeu o garoto. – Nos liberaram mais cedo por causa da tempestade que previram para um pouco mais tarde.

Ele deixava a pasta que carregava em um sofá da sala e entrava em seu quarto. Lá estava uma cama e na parede oposta uma mesa que atravessava o quarto, entre as duas estava uma janela com visão privilegiada da cidade. Ele deitava na cama e já cochilava em instantes.

Algumas horas se passam enquanto dormiam.

Shinjuku, Japão, 19 de Janeiro de 2038. 03:12:02

O garoto acordava aos poucos, esfregava os olhos, sentava e espreguiçava. Acendeu a luz do quarto no interruptor próximo à cama e notou um bilhete ao lado de sua cama.

“Date-chan, não quis te acordar, parecia estar cansado do primeiro dia de aula. Seu jantar está no microondas.”

Após ler ele simplesmente o deixava no chão e ia em direção à janela.

- Droga... – bocejava. – que preguiça de acordar cedo amanhã de novo.

Ele pegava seu celular na mesa ao lado e olhava as horas.

03:13:58

- Já é mais de três... eu deveria voltar a dormir... – Disse ainda sonolento.

O relógio continuava a contar.

03:13:59

03:14:00

03:14:01

03:14:02

03:14:03

03:14:04

03:14:05

03:14:06

Ele olhava para janela forçando a visão.

- O monte Fuji... – Disse. – Está desaparecendo?

O enorme vulcão adormecido estava aos poucos sumindo da visão do garoto, como se estivesse se desintegrando em partículas.

- Devo só estar com sono, vou voltar a dormir.

03:14:07

03:14:08

Neste momento o celular que tinha em mãos começa a piscar. Em reposta ele olha assustado para sua tela que estava com mal funcionamento, mas continuava a mostrar as horas.

20:45:52

Era tal hora que o relógio neste momento mostrava.

- Será que meu celular já estragou? Mas é tão novo.

O chão começa a tremer, parecia um terremoto até mais forte do que aquela zona geográfica estava acostumada, o garoto volta a olhar para a janela.

- A cidade... – Disse ele assustado. – está desaparecendo...

Todos os prédios em sua frente repetiam o processo do vulcão, estavam se desfazendo pouco a pouco, alguns eram derrubados pelo sismo que estava acontecendo ao mesmo. Ele liga seu celular para ver se consegue comunicar-se com alguém, mas o aparelho não tem sinal.

- Que droga, logo ago... – percebia algo mais na tela ao prestar atenção também na data que mostrava.

13 de Dezembro de 1901, 20:46:11

- O que...?

A partir deste momento, tudo se apaga.



- Akiyama Date. Acorde.

- Akiyama Date. Acorde.

Uma voz repetia.

O garoto abria os olhos no escuro absoluto, não podia ver nada além de si mesmo.

- Onde eu estou? – Perguntava-se ao levantar.

- ENIAC.

- ENIAC?

- Sou o computador que hospeda o Digital World. – Respondeu a mesma voz fria.

- Digital World?

- Seu mundo não é mais seguro, ele foi destruído. Aqui foi o único refúgio que consegui dar a poucos humanos.

- O que está acontecendo? – Perguntava ele confuso, sem saber ao menos para onde olhar.

- Um ser maligno está a destruir mundos, distorcendo o tempo e o espaço ao seu redor.

- E por que eu?

- Não houve requisitos para quem eu salvei. Apenas foram escolhidas aleatoriamente cinco pessoas que estavam conscientes na hora do acontecido.

- Me leve de volta para o meu mundo! – Exclamou.

- O seu mundo está sendo aos poucos destruídos, não irá durar mais do que um dia. Se você quer realmente voltar para lá, deve impedir a destruição de seu mundo.

- E como eu faço isso?

Um aparelho eletrônico, semelhante à um celular aparece em sua frente, havia um compartimento superior no qual era semelhante a um leitor de cartões.

- Isto é um DigiVice, use-o para restaurar o tempo e o espaço originais dos outros mundos, para que o seu mundo seja salva.

O garoto se aproximava e tocava o aparelho, que neste momento se tornava vermelho. Em um piscar de olhos, seu corpo desaparecia deste espaço.

Digital World – Reader World. 13 de Dezembro de 1901. 20:46:12

O mesmo garoto estava desacordado na clareira de uma floresta.


Última edição por RukasuStorm em Sex Jan 13, 2012 11:59 pm, editado 1 vez(es)
avatar
RukasuStorm
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 312
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 23
Localização : Montes Claros - MG, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por Daichi Yamamoto em Sex Jan 13, 2012 9:55 pm

Cara, adorei sua fic, pode postar mais que tô morrendo de curiosidade pra saber o que aconteceu com o Akiyama Date!
Adore o jeito fácil que você escreveu a fic, tudo!
Pode postar mais! LOL


:study:
avatar
Daichi Yamamoto
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 83
Data de inscrição : 19/12/2011
Idade : 19
Localização : Planeta Terra!
Mensagem Pessoal : Sou uma pessoa como as outras, um pouco louco por comida... (tenho que me controlar)

http://gow-oblog.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por RukasuStorm em Dom Jan 15, 2012 3:06 pm

Daichi Yamamoto escreveu:Cara, adorei sua fic, pode postar mais que tô morrendo de curiosidade pra saber o que aconteceu com o Akiyama Date!
Adore o jeito fácil que você escreveu a fic, tudo!
Pode postar mais! LOL


:study:

Obrigado por comentar, já foi mais comments do que esperava, como pensei, não haveriam muitos comments, logo logo sairá o primeiro capítulo.
avatar
RukasuStorm
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 312
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 23
Localização : Montes Claros - MG, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por Takuya em Seg Jan 16, 2012 10:46 am

Achei interessante, mesmo. A situação, todo o cenário inicialmente normal que de repente se mostra caótico, tudo deixa muitas perguntas. E o negócio do relógio e talz deu um clima de suspense à narrativa, ficou bacana. Esperando pra ver como isso vai se desenrolar no primeiro capítulo. O que aconteceu com a família dele, com o mundo humano? Que ser maligno é esse que ameaça não só o nosso mundo, mas outros mundos também? Continue! o/
avatar
Takuya
Administrador
Administrador

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 3523
Data de inscrição : 01/08/2011
Idade : 27
Localização : Spiral Mountain
Mensagem Pessoal : I saw the end of an era with my own eyes. And in truth, I actually do know that it's my turn next.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por Convidad em Seg Jan 16, 2012 11:24 am

Interessante, bem vou dizer que essa é uma fanfic que seja além de uma one-shot que esteja lendo aqui na DZ ! Gostei mesmo, antes achava que era o Ryou, mas ao decorrer vi que só o sobrenome era igual, mas do resto é totalmente diferente, quando puder pode continuar achei interessante a ideia e cheia de curiosidade para conhecer esse vilão *u*'

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por RukasuStorm em Seg Jan 16, 2012 6:54 pm

Muito obrigado pelos elogios. Eu estou demorando porque estava selecionando as OSTs que vou usar e upá-las no YouTube. Mas já tem o roteiro dos 4 primeiros episódios prontos.

Spoiler:
01 - Eu sei que vamos voar
02 - Como uma borboleta alegre
03 - Mostre-me seu coração valente
04 - O Grande Sonhador

Os títulos são todos Shout-Outs, então dá para ter uma idéia do futuro da fic...
avatar
RukasuStorm
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 312
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 23
Localização : Montes Claros - MG, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por RukasuStorm em Ter Jan 17, 2012 8:58 am

Perdão pelo Double Post, aqui o primeiro capítulo.

Capítulo 01 – Eu sei que vamos voar

Digital World – Reader World. 13 de Dezembro de 1901. 20:46:14

Date ainda estava inconsciente, deitado em uma pequena clareira envolta em uma enorme floresta, era ainda manhã. Tudo o que sente é seu rosto úmido. Aos poucos abre os olhos, com dificuldade por causa da claridade. A primeira coisa que vê é uma face animalesca.

- Um... cachorro? – Disse ele confuso, se sentava e esfregava os olhos.

Ao abri-los novamente, vê um animal bípede com duas pequenas patas dianteiras, possuía pelagem roxa e um cristal em sua testa. Tinha uma longa cauda felpuda e diminutas asinhas em suas costas.

- Mas que animal é esse? – Disse ele olhando, ainda com sono, para a criatura.

- Eu sou Dorumon. – O respondeu com uma voz infantil.

Após alguns segundos a única reação de Date foi gritar e se afastar, ainda sentado.

- Mas o que é isso? – Exclamou.

- O que foi? – Respondeu Dorumon confuso.

Date olhava para sua mão esquerda e notava que estava segurando um aparelho eletrônico, neste momento ele se lembra das palavras de ENIAC.

“ - O seu mundo está sendo aos poucos destruídos, não irá durar mais do que um dia. Se você quer realmente voltar para lá, deve impedir a destruição de seu mundo.

- E como eu faço isso?

Um aparelho eletrônico, semelhante à um celular aparece em sua frente, havia um compartimento superior no qual era semelhante a um leitor de cartões.

- Isto é um DigiVice, use-o para restaurar o tempo e o espaço originais dos outros mundos, para que o seu mundo seja salva.”

- Então não foi um sonho... – Pensou ele. – Preciso usar isso para restaurar outros mundos, mas como?

Neste exato momento, várias informações correm no cérebro, tudo o que já aconteceu naquele universo em que estava é involuntariamente processado em seu cérebro, de forma até a causar dor. Ele abaixa sua cabeça próxima ao chão e começa a gritar.

- O que foi? – Dorumon se aproximava. – Você está bem?

Após aproximadamente quinze segundos, tudo aquilo para. Date está ofegante e assustado, vagarosamente se levanta e tenta recobrar sua respiração normal.

- O que foi isso... – Ele pensava alto.

- Você está bem? – Novamente perguntava.

- Você é... um Digimon... – Disse. – Aqui é o Digital World...

- Sim! – Respondeu Dorumon com ânimo.

- Como que eu sei destas coisas? – Disso Date ao colocar a mão na face.

- Você é um humano, não é? – Perguntou.

- Sou sim. – Respondeu. – Por quê?

- É que tem outros quatro humanos aqui! – Respondeu.

- Outros quatro humanos? – Date exclamou.

“ - Não houve requisitos para quem eu salvei. Apenas foram escolhidas aleatoriamente cinco pessoas que estavam conscientes na hora do acontecido.”

- Me leve até eles, Dorumon! – Gritou.

- Não será necessário. – Ouvia-se uma voz vinda de trás de Date.

- Quem está aí?

Date se vira, ele vê um garoto um pouco mais baixo, de cabelos pretos espetados, trajava roupas modernas e coloridas.

- Eu me chamo Kobayashi Chiaki. – O respondeu. – Sou um dos cinco escolhidos de ENIAC. Você deve ser o Akiyama-san.

- Como você sabe meu nome? – Perguntou Date.

- Todos nós sabemos seu nome. – Disse. – ENIAC nos falou sobre você, e nos mandou te seguir, acredito que ele já havia decido que você seria o líder.

- Eu? Líder? – Questionou.

- Pelo o que eu observei agora a pouco, você recebeu uma enorme massa de informação. – Concluiu. – Ou seja, você precisa nos guiar.

Chiaki levantava sua mão direita na direção de Date, carregava um aparelho de mesmo modelo, mas verde.

- Todos nós também temos um destes. – Disse Chiaki. – E pelo o que observei entre nós quatro, é que todos nós vimos o momento em que os relógios simplesmente voltaram no tempo. Acredito que tenha sido o mesmo com você.

- Como você teve tanto tempo para tantas observações? – Perguntou Date.

- Você ficou desacordado por dois dias. – Respondeu. – Aqui o fluxo de tempo é diferente ao do nosso mundo, cada segundo lá, é um dia aqui, por isso que fomos mandados para cá.

- Vocês ficaram dois dias me procurando?

- Exatamente. – Respondeu Chiaki. – Agora vamos.

- Para onde?

- Para o acampamento, oras.

Os dois, seguidos do pequeno Digimon Dorumon, se encaminharam floresta adentro, até chegar em uma pequena caverna cuja entrada era coberta por uma enorme folha. Do lado de dentro havia uma pequena fogueira no centro. Sentadas ao redor estavam duas garotas, uma delas, a menor, tinha cabelos loiros e vestia roupas aparentemente caras, uma blusa e uma saia rosas, um cinto branco e botas. Estava chorando, sendo consolada pela outra garota, de longos cabelos castanhos e um rosto generoso, vestia roupas de estudantes, assim como Date. Encostado no parede de pedra estava um garoto mais alto que Date, com cabelos castanho-claro, vestindo uma jaqueta bege e calça jeans, usava um enorme fone de ouvidos. Em seu pé estava um pequeno Digimon, assim como Dorumon, bípede com pequenos bracinhos, sua pelagem era dourada, mas possuía ao longo de suas costas e cabeça, uma armadura típica de um samurai. Assim como o primeiro, tinha uma pequena jóia vermelha na testa.

- Chegamos. – Disse Chiaki, ao entrar.

- Chiaki-kun! Doru-Chan! – Disse a garota de cabelos castanhos, levantando e cumprimentando os dois. – Este é o Akiyama-kun?

- É sim. – Respondeu Chiaki.

- Como você conhece o Dorumon? – Perguntou Date.

- Ele e o Ryu-Chan foram os primeiros que nos ajudaram quando chegamos aqui, eles são muito gentis! – Disse a garota.

- Ryu-Chan? – Perguntou.

- É aquele dragãozinho ali! – Disse ela enquanto apontava para o outro Digimon que estava lá.

- É Ryudamon! – Respondeu o mesmo bravo.

- Ah, desculpe, não me apresentei! – Respondeu a mesma garota, que estava bastante empolgada. – Eu me chamo Nakahara Taiga!

- Ah, prazer. – Respondia Date um pouco envergonhado.

- Aquela ali é a Momo-chan. – Disse ela apontando para a garota que estava chorando no canto. – E aquele ali anti-social é o Hiroto-kun! Acredito que o Chiaki-kun já se apresentou.

- Agora podemos começar a fazer a nossa missão para poder voltar? – Disse, Hiroto, retirando seus fones de ouvido. – Não agüento mais ficar nesta caverna só comendo nabos.

- Como você pode querer fazer isso? Tudo que eu quero e voltar sem complicação! – Respondeu Momo, que continuava chorando.

- Tudo o que você fez foi chorar durante dois dias! – Gritou Hiroto.

A pobre garota chorava mais depois disto.

- Parem vocês dois! – Gritou Taiga. – Por favor, acalmem-se.

- Mas alguém sabe como é possível viajar para outros mundos, por acaso? – Perguntou Momo, enxugando as lágrimas de seu rosto e levantando.

- Acredito que o Akiyama aqui saiba. – Supôs Chiaki.

- Eu? – Perguntou Date.

- Você recebeu aquele aglomerado de informação, com certeza deve estar entre elas como viajar entre os mundos. – Disse Chiaki.

- Então vamos, Akiyama-kun! – Gritou Taiga.

- Ok... Vou tentar. – Date se concentrava. – Sim! Eu sei!

- Como esperado. – Respondeu Chiaki.

Ele retirava seu DigiVice de seu bolso. Consequêntimente os outros quatro também o faziam. Todos eram idênticos, com a exceção de sua coloração, o de Hiroto era azul, de Taiga amarelo enquanto o de Momo era rosa.

- World Voyage! – Gritou Date, movendo o DigiVice em sua mão com velocidade, como se quisesse cortar algo.

- World Voyage! – Todos os outros quatro repetiam o mesmo gesto.

O interior da caverna brilha com intensidade. Em alguns segundos, eles foram transportados para um lugar totalmente diferente, parecia ser todo feito para bebês, com construções semelhantes a almofadas cúbicas.

Vila do Começo, Ilha File, Digital World – Adventure World. 1º de Agosto de 1999.

- Vocês também vieram? – Perguntou Taiga, ao notar a presença de Dorumon e Ryudamon.

- Queremos seguir vocês! – Respondeu Dorumon.

- Não gostávamos daquela floresta. – Disse Ryugamon, com seu mau humor.

- Mas, que mundo é este? – Perguntou Chiaki.

- Mundo de Adventure. – Respondeu Date. – Neste momento sete crianças e sete Digimons estão indo para aquela montanha. – Gritou, apontando para uma enorme montanha vista além do horizonte.

- Como você sabe de tudo isso? – Perguntou Taiga confusa.

- Também não sei. – Respondeu. – Vamos descobrir como eu faço isso.



Próximo Capítulo:

Date, as outras quatro crianças e seus dois Digimons estão em um mundo novo. As alterações temporais estão afetando os Digimons deste mundo, os tornando mais fortes. Sua missão é ajudar as Sete Crianças que lutam neste mundo a derrotar seu primeiro grande inimigo.

Capítulo 02 – Como uma borboleta alegre.


Akiyama Date (秋山伊達)
14 anos

Harukawa Hiroto (春川普人)
15 anos

Nakahara Taiga (中原大河)
14 anos

Kobayashi Chiaki (小林千明)
13 anos

Tachibana Momoko (橘桃子)
13 anos

Meus comentários:

Sim, sou péssimo em primeiros capítulos, e minha descrição ruim já não ajuda, até para mim achei que este capítulo ficou um pouco infantil e mal escrito, mas irei melhorando com o tempo.
avatar
RukasuStorm
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 312
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 23
Localização : Montes Claros - MG, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por RukasuStorm em Sex Jan 20, 2012 2:24 pm



Date e outros cinco jovens foram levados para o Digital World por ENIAC para salvar outros mundos. Eles acabam de chegar no primeiro, Adventure World. Qual será sua missão aqui?



Capítulo 02 – On my Love



Vila do Começo, Ilha File, Digital World – Adventure World. 1º de Agosto de 1999.

- E o que devemos fazer aqui? – Perguntou Chiaki.

- Ainda não sei. – Respondeu Date. – Eu sei de algumas coisas neste mundo... Como o nome das crianças e de seus parceiros Digimons, e o que devia acontecer.

- Ou seja, estamos perdidos. – Disse Hiroto, encostou-se em uma árvore próxima, Ryudamon ficava ao seu lado.

- Estamos perdidos! – Momoko gritou e chorou após ouvir a frase. Ajoelhou-se no chão.

- Para de dizer essas coisas negativas, Hiroto! – Gritou Taiga.

- Você quer deixar todos iludidos que estamos bem? – Exclamou em resposta.

Após ouvir o comentário, Momoko chorou mais.

- Oh céus, faça os parar, Akiyama-san. – Disse Chiaki colocando as mãos sobre as orelhas. – Foi assim nos dois primeiros dias inteiros!

- Deixe-os assim, pelo menos isto nos distrai... – Disse Date.

- Date, acho que estou ouvindo um rio um pouco mais para frente. – Disse Dorumon.

- Vamos verificar então, precisamos de água limpa... – Respondeu Date.

Date, Chiaki e Dorumon começaram a andar floresta adentro. Taiga percebe que estão indo.

- Espere! Akiyama-san! – Gritou Taiga. – Vamos Momo-chan!

Taiga carregou Momoko pelo braço e correu atrás dele.

- Me solte! Me deixe morrer lá! – Momoko gritou.

- Piff... – Resmungou Hiroto, que se levantou e seguia os outros.

- O que foi? Mestre? – Perguntou Ryudamon.

- Não agüento esta gente, só isso. – Respondeu.

Alguns minutos de caminhada depois eles encontram um córrego que passava por ali.

- Acho que dá para montarmos um acampamento por aqui... – Disse Date ao se ajoelhar perto do rio.

- Este rio tem peixes? – Perguntou Chiaki. – Se tiver ainda dá para pescar.

- Dá para procurar umas frutas também... – Disse Taiga.

- Eu não quero dormir aqui! – Resmungou Momoko.

- De novo não... – Reclamou Hiroto.

- Qual o problema destes humanos? – Comentou Dorumon com Ryudamon.

- Eles só sabem discutir! – Respondeu.

- Ahhhhh! – Ouviu-se uma voz no interior da floresta.

- O que é isso?! – Exclamou Date. – Vamos!

Todos o seguiam, menos Momoko, que foi necessário Taiga levá-la a força.



No local do incidente estava uma criança, mais novo que todos os cinco, de cabelos loiros e roupas verdes. Ao seu lado estava um pequeno Digimon voador, de cor alaranjada. Estava tentando o proteger. Contra os dois estava um enorme Digimon, semelhante a um ogro, de pele verde e cabelos brancos, além de dois enormes chifres, portava uma clava na mão direita.

- Vou levar os dois para Devimon-Sama... – Disse o Digimon, se aproximando.

- Metal Cannon! – Gritou.

Uma bola metálica atinge o braço do Digimon.

- O que foi isso? Nii-san?! – Exclamou o garoto.

Neste momento os cinco jovens e seus dois Digimons apareciam para defendê-los.

- Outros... humanos? – Perguntou o pequeno Digimon.

- O que?! Mais crianças escolhidas?! – Gritou o Digimon ogro.

- Hiroto, Momoko, Chiaki, Ryudamon! – Ordenou Date. – Peguem o garoto e o Digimon dele e fujam!

- Ok! – Hiroto concordou, junto dele os outros três iam. Eles levavam a criança e o pequeno Digimon junto.

- Vocês não vão fugir! – Gritou o grande Digimon se preparando para persegui-los.

- Você fica aqui! – Gritou Date.

- Metal Canon! – Gritou Dorumon, lançando uma bola metálica novamente.

Com a clava que tinha em mãos ele rebatia a esfera.

- Não pensem que isto vai funcionar novamente! – Gritou.

- Droga! Date, vamos fugir! – Gritou Taiga.

- Não, esper... – Date começou a falar, mas foi interrompido quando Taiga o puxou para o interior da floresta novamente. Dorumon a seguia.

- Malditos! – Gritou o Digimon, desistindo de segui-los.

[Fim da OST]

Novamente na Vila do Começo, Hiroto chega correndo.

- Pronto, fugimos... – Disse Hiroto ofegante.

- Não gosto de fugir de batalhas. – Resmungou Ryudamon.

- Não tínhamos tanta opção. – Disse Chiaki.

- Erh... Quem são vocês? – Perguntou o garoto.

- Eu sou Chiaki. – Se apresentou. – Esta dali é a Momoko. – Apontou para ela, que ainda estava enxugando as lágrimas.

- Pode me chamar de Hiroto. – Respondeu. – Esse bicinho aqui é o Ryudamon.

- Bichinho?! – Reclamou.

- E você, quem é? – Perguntou Chiaki.

- Eu sou Takeru. – Respondeu a criança.

- Eu sou Patamon. – Respondeu o pequeno Digimon voador.

- Nós nos separamos dos nossos amigos... – Disse Takeru. – Nós temos que enfrentar o Devimon!

- Devimon? – Perguntou Chiaki.

- Sim! – Respondeu Patamon. – Ele é um Digimon muuuuuuuito mau. Ele que nos separou de nossos amigos, juntos com toda a ilha!

- Interessante... – Disse Hiroto.

- O que? – Perguntou Takeru.

- Derrotar ele. – Disse. – Deve ser a nossa missão neste mundo!

- Sua missão? – Perguntou Takeru confuso.

- Acho que explicar para você seria um pouco confuso, garoto. Deixemos isso para mais tarde! – Gritou Hiroto.

- Então... se derrotarmos Devimon, nós poderemos voltar para o nosso mundo? – Perguntou Momoko, enxugando as lágrimas ainda.

- É o que se espera. – Disse Chiaki. – Não ao nosso mundo, mas já seria um avanço.

- Não diga isso! Chiaki-kun! – Gritou Momoko.

Neste momento, entre os seis foi jogado um objeto circular negro.

- O que é isso? – Perguntou Momoko.

- Eu acho... – Analisou Chiaki. – É uma bomba!

Todos os seis se afastam ligeiramente, a pequena bomba explode, queimando grande parte do local onde eles estavam, mas ninguém saiu ferido.

- Quem fez isso? – Perguntou Patamon.



- Desculpe-me, mas não posso deixar que vocês saiam deste mundo. – Ouviu-se uma voz.

Todos se viram, visualizam um garoto de estatura semelhante à de Hiroto, usava vestes todas brancas e tinha cabelos bem pretos, assim como seus olhos. Carregava em sua mão um Digivice, assim como o dos demais, mas negro. Ao seu lado estava um Digimon dinossauro, mas trajava roupas de soldados, assim como portava arma de fogo em suas mãos.

- Você também tem um... – Disse Hiroto, referindo-se ao DigiVice.

- Deixe-me apresentar a vocês, meu nome é Fuyumori Mikoto, e este é o meu parceiro CommanDramon. – Disse. – Queria que o grupo inteiro estivesse reunido, é uma pena.

- O que você quer com a gente? – Perguntou Chiaki.

- Só não posso deixar que vocês restaurem os mundos. – Respondeu Mikoto. – Não precisam fazer mais perguntas, não pretendo lhes contar mais.

- Outro humano? – Perguntou Takeru.

- Isso está indo de mal a pior! – Gritou Momoko.

- Mestre, deixe-me cuidar dele! – Gritou Ryudamon.

- Não se preocupem, vocês não lutarão contra mim! – Respondeu Mikoto. – Vou lhes mostrar um truque agora.

Mikoto jogava para o alto três cartas e aparava com apenas uma mão, logo após ligava seu DigiVice, ele o passava na frente de cada uma das cartas.

- Card Read! Digimon Code!! – Gritou Mikoto.


Kunemon!

Do DigiVice de Mikoto são liberados quinze Digimons semelhantes a insetos, Kunemons.

- Briguem com eles aí. – Disse Mikoto virando as costas.

- Espere! – Gritou Hiroto.

Ele tentava correr atrás do garoto, mas os insetos não deixavam.

- Ryudamon! – Gritou Hiroto.

- Patamon! – Gritou Takeru.

[Fim da OST]

Enquanto isso naquele mesmo córrego que o grupo havia achado, Date, Taiga e Dorumon chegaram ofegantes.

- Como você queria enfrentá-los, Akiyama-san? – Perguntou Taiga.

- Pare de me chamar pelo sobrenome. – Disse Date. – Me incomoda.

- Ok... Date-san. – Disse rindo Taiga.

- Meu nome é engraçado, é? – Perguntou Date.



- Não, não é isso... – Disse Taiga. – É que estava pensando porque nós fomos parar aqui... e se não é tudo um sonho...

- Também pensei que seria um sonho... Ver toda a cidade começar a ser destruída e vir parar aqui do nada... – Retrucou.

- Eu também não me lembro do meu mundo. – Disse Dorumon. – Assim como vocês eu acordei um dia naquele mundo...

- Você também, Doru-chan? – Perguntou Taiga.

- Sim! – Respondeu Dorumon, Taiga acariciava sua cabeça.

- É uma sensação bem desagradável... – Disse Taiga. – Durante os dois dias até acharmos você, Date-san, estávamos desesperados... Se não fosse pelo Hiroto, possivelmente estaríamos perdidos naquele mundo até agora.

- Por causa do Hiroto? – Perguntou Date.

- Sim, ele foi ajudado pelo Doru-Chan e o Ryu-Chan, depois disso voltou para nós ajudar. – Explicava Taiga. – Se não fosse pelos três, teríamos sido comidos por Digimons selvagens.

- Entendo... – Disse Date.

- E o que você estava fazendo quando foi chamado pelo ENIAC? – Perguntou.

- Eu tinha voltado cansado da escola, dormi muito cedo, então acordei no meio da madrugada, um pouco antes da cidade começar a desaparecer... – Descreveu.

- Eu estava cuidando da minha mãe no hospital, quando começou tremores pelos arredores. – Disse Taiga. – Não me lembro de nada após isso.

- Sua mãe está hospitalizada e você parece tão calma assim? – Perguntou Date.

- Eu estava bem triste quando cheguei neste mundo, queria estar lá, do lado dela. – Disse. – Mas vendo como Momo-chan estava pior que eu, além que Hiroto e Chiaki brigavam toda hora... Eu me senti meio que na obrigação de fazer parecer que estava tudo bem.

- Se não fosse Taiga eles já teriam se matado. – Completou Dorumon. – Ela que separa todas as brigas deles...

- Penso então, será que nós fomos escolhidos tão aleatoriamente assim? Será que ENIAC não nos escolheu para cada um exercer uma função? – Perguntou Date.

- Quem sabe. – Disse Taiga, levantou. – Mas não é hora de pensar nisso agora, temos que completar nossa missão neste mundo!

[Fim da OST]

Date também se levantada.

- Vamos procurar os outros! – Exclamou Date.



- É isso que pensam! – Gritou o mesmo Digimon ogro, se aproximando por trás deles.

- Você de novo? – Perguntou Date.

- Acharam que podiam me despistar! – Gritou o Digimon.

- Parado aí! – Gritou Dorumon! – Metal Cannon!

Dorumon lançava uma esfera metálica contra o Digimon, novamente ele o refletia com sua clava. O Digimon aos poucos se aproximava.

- Mega Flame!

Uma enorme bola de fogo atingia o Digimon.

[Fim da OST]

Preview:


Date e Taiga são salvas do terrível Digimon. Alguém misterioso se aproxima de Devimon e propõe um acordo. Agora, os Digimons deste mundo precisam de Date e os outros para Evoluir, como?

Capítulo 03 – Mostre-me seu coração valente
avatar
RukasuStorm
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 312
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 23
Localização : Montes Claros - MG, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Digimon Reader - Epílogo do Tamer Lendário

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum