Digimon Network

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por Lawliet em Seg Out 09, 2017 11:49 am

Digimon Network - Página 2 28912c10

Capítulo 02 — Viagem ao Digital World!

Os três acordaram em uma cabana num lugar que nunca haviam visto antes.  

- Ei, Kaoru! — Ouviu uma voz. Sua visão ainda estava fraca. Os três caíram um em cima do outro e desmaiaram antes de acordarem minutos depois.  

- Alguém me chamou...? — Perguntou o garoto, se levantando devagar com dor da queda.  

- Olha pra baixo!  

Havia um ursinho preto com olhos azuis e usando um boné de baseball escrito ''bears'' na parte de trás. Ele usava munhequeiras roxas e um cinto da mesma cor.  

- Uau! Um urso falante! — Exclamou Erika.  

- Eu não sou um urso falante! Quer dizer, pode ser que eu seja. Mas eu não sou do seu mundo... Como eu posso explicar. — Balbuciou o ursinho preto.  

- Ele é um Digimon. Um monstro digital! — Os três ouviram uma voz atrás deles.  

- Ahhh! Que susto! — Gritou Hiroshi.  

- Ah, foi mal. Eu não sou muito bom com entradas. Eu sou Jijimon. E estes são Bearmon, Monmon e Kotemon. — Disse Jijimon com mais dois monstrinhos ao seu lado. — Vocês estão no Digital World.  

- Digital World? Estamos na Internet? — Perguntou Kaoru.  

- Somos seres feitos de dados de computadores, mas não. O nosso mundo é um reflexo do seu, criado quando o primeiro computador foi construído. Mas não somos monstros maus. Os monstros maus estão lá fora. — Disse Kotemon se aproximando e soltando sua espada de madeira no chão.  

- Sobre aquela mensagem que apareceu no seu computador... Fui eu que mandei. Vocês aceitaram e eu abri um portal pra vocês serem transportados para o nosso mundo. — Disse Jijimon.

- Eu estive esperando por você, Kaoru! — Disse Bearmon sorrindo.  

- Como você sabe o meu nome?  

- Estivemos observando vocês a algum tempo. Chamamos porque precisamos da ajuda de vocês. — Disse Jijimon. — Vocês são os meus ''eleitos''.  

- Por que precisam de nós? — Perguntou Kaworu.  — Por que nós?

- Digamos que é intuição minha... — Disse Jijimon, esboçando um sorriso, que não poderia ser visto debaixo daquela barba gigantesca. — Chequem os seus bolsos.  

Digimon Network - Página 2 200px-10


Os três amigos botaram as mãos nos bolsos e encontraram um estranho aparelho azul claro com uma telinha cinza. O aparelho parecia estar entalhado símbolos estranhos. Eram bem diferentes do kanji com que estavam acostumados.  

- São Digivices. — Disse Jijimon. — Servem pra canalizar a energia que vocês humanos produzem para fortalecer os seus parceiros Digimons. De agora em diante, vocês seis vão ser parceiros. — Disse Jijimon. — Eu sei que isso parece muito rápido e mal explicado, mas eu vou resumir o máximo que eu puder: A nossa cidade, File City já foi uma grande metrópole, porém algo aconteceu e deixou os Digimons que moravam aqui fora de controle. Hoje em dia vivem poucos Digimons aqui, que são diariamente abusados e assaltados pelos Digimons que ficaram insanos. Bearmon, Kotemon e Monmon estão comigo a alguns anos, e eu percebi que eles são os únicos que não conseguem evoluir sozinhos. Vocês humanos possuem algo que pode servir de gatilho para evoluir os Digimons: o Digisoul.  

- Prazer em conhecê-la, Erika. — Disse Kotemon, fazendo uma saudação de cavalheiro.  

- Você é muito fofo! — Exclamou Erika, puxando rapidamente Kotemon e o abraçando.  

- É muito bom finalmente conhecer você. — Disse Bearmon sorrindo muito feliz e fazendo um joinha. — Eu dei um susto naquele Eiji antes de voltar pra cá!  

- Sério?! Hahahahahahaha!! — Riu Kaoru, e os dois fizeram um aperto de mão. — Eu quero ajudar vocês. Podem contar comigo!

- E aí, cara! — Disse Monmon, pulando no ombro de Hiroshi.  

- Woah! Cara, isso tudo é muito novo pra mim... — Disse Hiroshi, feliz mas nervoso. — Ei, o nosso cabelo combina!

- Eu não queria atrapalhar a diversão, mas tem uma gangue de Digimons lá fora destruindo nossa cidade... — Suspirou Jijimon.  

- Ah! É mesmo! — Exclamou Bearmon.  

Os três foram para fora da casa de Jijimon. File City parecia uma cidade de filmes pós apocalípticos. Não havia sequer um morador num raio de 20 metros. Jijimon estava vivendo isolado com os três Digimons. Mais pra frente haviam vários Digimons fugindo de outros monstros digitais verdes e feios. Eram os Goburimons. Haviam três deles aí.  

- Goburi Strike! — Bradaram os Goburimons, cuspindo uma bola de fogo, que acertou a casa de uma Motimon, queimando-a. — Nós dissemos que se não entregassem seu dinheiro e comida iriamos tocar fogo na cidade! Agora sofram as consequências!

- Eu não tinha nenhum dinheiro! Minha casa...! — Disse a Motimon chorando.  

- Karate Fist! — Bradou Bearmon, acertando um soco no peito de um dos Goburimons, que foi arremessado para longe com o impacto.  

Kaoru e Hiroshi chegaram com baldes d'água para apagar o fogo da casa da Motimon, que logo foi apagada, felizmente o fogo não destruiu a casa, logo os dois foram apagando o fogo das casas ao redor que os Goburimons acertavam com suas bolas de fogo.  

- Desgraçado! Como se atreve...! — Resmungou o Goburimon que foi acertado pelo Bearmon. — Eu já disse pra você não se meter comigo, Bearmon!  

- Ah, cala a boca! Karate Fist! — Bradou Bearmon novamente, acertando em cheio o Goburimon, que foi arremessado pra junto dos outros Goburimons.  

- Thunder Kote! — Gritou Kotemon, acertando os Goburimons com sua espada carregada por eletricidade.  

- Banana Slip! — Exclamou Monmon, atirando uma casca de banana com seu estilingue, fazendo um dos Goburimons tropeçar e derrubar os outros.  

- Isso foi mais fácil do que eu pensei! — Disse Bearmon.  

- Vocês vão pagar! Ogremon-sama vai ficar sabendo disso! — Gritaram os Goburimons, fugindo de File City.  

- Caiam fora, seus OTÁRIOS! — Respondeu Monmon, enquanto atirava cascas de bananas neles.  

- Bom trabalho, crianças. — Disse Jijimon, se referindo aos Digimons.  

- Eu sinto que fiquei mais forte só por estar próximo a Erika-san. — Disse  Kotemon, corando por dentro da máscara. — Obrigado, Erika-san.  

- Haha! Eu não fiz nada. — Disse Erika, sorrindo envergonhada.  

- Mas sério, eu realmente me sinto mais forte agora que você está aqui, Kaoru. — Disse Bearmon, pulando em cima do garoto pra um abraço de urso. — Vamos ser amigos pra sempre!

- Eu... Não... Consigo... Respirar...! — Disse Kaoru, arfando.  

Todos riram e passaram a tarde reconstruindo a casa dos moradores que haviam sido queimadas, tudo isso com a ajuda de seus parceiros Digimons. Uma família de Motimons fez um lanche para eles com castanhas quentes á um molho que nunca tinham visto antes.  

- Hmmm... É melhor que pizza! — Disse Kaoru.  

- O que é pizza? — Perguntou Bearmon.  

- Você vai saber quando chegarmos em casa.  

- Casa?  

- Ué, nós não vamos voltar pra casa? — Perguntou Kaoru, com um frio na espinha.

- Não se preocupem, vocês podem voltar pro mundo de vocês quando quiserem. Com o Digivice podem ir e voltar apontando para a tela do computador. — Disse Jijimon, se aproximando para comer umas castanhas.  

- Ah, que bom! Porque eu tenho família e tal... Eles iam ficar preocupados se eu sumisse. — Disse Hiroshi, suspirando aliviado. — Nós podemos levar nossos Digimons pro nosso mundo?  

- Sim, mas não pode passar de 24h, se não... — Disse Jijimon.  

- Se não o quê? — Perguntou Erika.  

- Se não eles morrem. — Respondeu Jijimon.  

Todos na mesa se calaram assustados, tanto os humanos quanto os Digimons que estavam ali presentes.  

- Hahahahahaha! Era só uma piada. — Disse Jijimon, rindo bastante. — Mas sério, só fiquem por lá por 24 horas. File City precisa de vocês. Precisamos que nos ajudem a reconstruir nossa cidade e trazer os Digimons que moravam aqui de volta.  

- Putz, que susto! — Disse Kaoru, que quase se engasgou com uma castanha. — Mas pode deixar! Nós vamos restabelecer a cidade!

Bearmon ficou com os olhinhos azuis brilhando de felicidade.  

Terminando a refeição, eles foram de volta para a casa de Jijimon, onde o mesmo sentou-se no chão na frente de um computador igual os que estavam na sala de informática.  

- Uau, eu nem tinha percebido que aqui tem um computador! — Exclamou Erika.  

- Como eu disse, o Digital World é um reflexo do mundo de vocês... Temos algumas similaridades... — Disse Jijimon abrindo o Prompt de Comando e e escrevendo uma série de códigos.  

Havia uma bola de cristal ligada a um cabo USB no PC. Jijimon escrevia um código com coordenadas do mundo real e esse lugar aparecia na bola de cristal, onde ele poderia ver o que quisesse. Jijimon certamente era um Digimon misterioso.  

- Pronto. Vou mandar vocês de volta pra escola. — Disse Jijimon. — Apontem seus Digivices pro monitor e digam ''Digital Gate, Open''!  

- Digital Gate, Open! — Disseram os três amigos, apontando seus Digivices para o monitor.  

Uma luz forte veio do monitor, envolvendo os três amigos e seus Digimons. Em menos de um segundo, eles sumiram.  

- Oh, me sinto tão sozinho... — Resmungou Jijimon, procurando alguma revista para se distrair.  

~~ X ~~  

Os seis voltaram para a sala de informática. Já era umas 18h da tarde, estava ficando escuro. A sala estava bem diferente, parecia que alguém havia mexido para procurar algo. Provavelmente Eiji veio com os seguranças da escola pra avisar que havia um urso ali, mas claramente ninguém encontrou nada. Provavelmente Eiji achava que Bearmon tinha comido Kaoru, Hiroshi e Erika.  

- Precisamos dar um jeito de esconder vocês. — Disse Kaoru.  

- Vamos botar eles dentro das nossas mochilas. Se dissermos que ganhamos eles naquelas máquinas de fliperama as pessoas não vão estranhar. — Disse Erika, esvaziando sua mochila e levantando Kotemon pra ver se encaixava. Só a cabeça ficou de fora.  

- Boa ideia. — Disse Hiroshi, fazendo o mesmo.  

No fim, os três estavam com seus Digimons em suas mochilas e seus livros e cadernos nas mãos.  

- Nossa, minha mãe me ligou trinta vezes! — Disse Erika assustada olhando o celular. — Tô ferrada...

No caminho pra casa, todos se explicaram para seus pais, inventando alguma desculpa qualquer para chegar em casa tão tarde. No final a mãe de Erika deixou ela ir pra casa de Kaoru para comerem uma pizza. E naquela noite Hiroshi, Kaoru, Bearmon e Monmon maratonaram o jogo novo de Hiroshi.  

To Be Continued...


Última edição por Lawliet em Seg Out 16, 2017 6:44 pm, editado 1 vez(es)
Lawliet
Lawliet
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 134
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 20
Localização : Minha casa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por Lawliet em Ter Out 10, 2017 6:12 pm

Obrigado por comentar, Kaiser!
Eu realmente não fiquei totalmente satisfeito com o capítulo 2, sinto que não consegui desenvolver totalmente o que eu queria, que era a introdução da missão e o desenvolvimento da relação dos digiescolhidos e seus parceiros Digimons. Porém é algo que no decorrer dos episódios vai ser desenvolvido. O capítulo ficou um pouco menor que o primeiro mas é porque ele faz parte do primeiro. Eu divide um capítulo enorme em 2. Porém os próximos são totalmente diferentes nesse quesito. Não serão divididos.

Sobre a reação dos escolhidos, não sei explicar direito, mas queria que eles tivessem essa falta de reação. Como se não soubessem se aquilo era real ou fantasia e fizessem aquilo inicialmente sem pensar nas consequências, tanto que no final do capítulo eles tem um certo alívio por poder voltar pra casa. Mas isso também será desenvolvido no decorrer da fic.

Creio que o capítulo 3 sairá no final de semana. Abraço!
Lawliet
Lawliet
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 134
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 20
Localização : Minha casa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por Lawliet em Qua Out 18, 2017 1:28 am

Eu atrasei um pouco pra entregar o capítulo 3. Mas passei a tarde escrevendo até agora pra conseguir compensar. Acho q o cap ficou um pouco maior do que os anteriores, mas foi porque aconteceram muitas coisas que vcs vão ter que ler pra descobrir!

Capítulo 03 — O Resgate Dinâmico! Nasce Gryzmon!


Já estava de manhã, por volta das 10:30h. Kaoru e Hiroshi acordaram na sala, cada um em um sofá. Bearmon estava deitado na parte de cima do sofá onde Daichi estava deitado e Monmon estava deitado na cesta de frutas, com várias cascas de banana por perto, ele havia comido todas.

Eles passaram a madrugada toda jogando o jogo que Hiroshi havia comprado e haviam chegado no final, mas não conseguiram passar do último chefe. Monmon ficou fascinado com as frutas da Terra, e acabou comendo bananas até cair no sono. Bearmon ficou fascinado por um jogo de luta que Kaoru possuía e ficou insistindo pra jogar até todos desistirem de enfrentar o último chefe pra se divertirem naquele jogo casual.

- Bom dia... — Disse Kaoru bocejando enquanto fazia um carinho em Bearmon pra acordá-lo. — Hoje é nosso primeiro dia de férias... O que vamos fazer?

- Devemos voltar para o Digital World. — Disse Bearmon. — Temos que fazer File City voltar a ser como antes!

- É verdade! — Disse Monmon, se levantando na cesta de frutas. — Não podemos perder tempo!

- Tá, mas deixa a gente pelo menos tomar um café primeiro. — Disse Hiroshi, se levantando pra fazer um café na cozinha.

- Boa ideia. — Disse Monmon.

Kaoru fez vários sanduíches em um grill enquanto Hiroshi fazia café. Os quatro comeram rapidamente e foram tomar banho, que também não demorou. Depois de 15 minutos os dois estavam prontos para ir ao Digital World.

- Vamos ligar pra Erika. — Disse Kaoru, pegando o celular pra ligar para a amiga. — Vamo avisar que estamos indo.

O celular tocou, tocou e nada de Erika atender. Quando pensou que ela atenderia, ouviu um barulho muito alto de interferência.

- Vish, será que ela já foi? — Kaoru se perguntou.

- Vai ver ela tava ansiosa pra ajudar a restabelecer a cidade. — Disse Hiroshi.

- Vocês deviam seguir o exemplo dela! — Disse Monmon, pulando no ombro de Hiroshi e dando um cascudo nele. — Vamos logo!

Os quatro subiram as escadas e entraram no quarto de Kaoru, ligaram o computador e apontaram seus Digivices para o monitor.

- Digital Gate, Open! — Disseram os garotos, em uníssono.

Um código em uma tela preta apareceu no computador e os quatro foram sugados por uma luz forte. Dessa vez eles conseguiam enxergar os dados ao redor do vórtex que os envolviam. Vários zeros e uns os cercavam no espiral místico que passavam flutando.

Quando chegaram, não caíram na casa de Jijimon e sim do lado de fora da casa, a alguns métros dali, próximo as casas que ajudaram a reconstruir no dia anterior.

- Que estranho... — Disse Bearmon, se levantando. — O portal era pra abrir dentro da casa do Jijimon-chan.

- Será que é porque entramos pelo computador da minha casa e não do computador da sala de informática? — Perguntou Kaoru tirando a poeira da bermuda verde que estava usando.

- Provavelmente. — Respondeu Bearmon. — Vamos perguntar pro Jijimon-chan!

Os quatro andaram até a casa de Jijimon, que estava lendo uma revista feminina sentado num sofá enquanto tomava um café.

- Oh! Vocês chegaram! — Disse Jijimon, quase derrubando o café em seu calção florido. — Eu já estava ficando preocupado.

- Jii-chan, por que você tá lendo essa revista feminina? — Perguntou Bearmon, apontando pra revista na mão do Digimon velho.

- Ora! Estou estudando a mente feminina! Preciso reconquistar a minha amada Babamon, que me deixou pra sair viajando pelo mundo...! — Disse Jijimon, com tristeza na última frase. — Preciso descobrir como as mulheres pensam pra que eu possa entrar na mente dela e fazer ela perceber o que perdeu enquanto estava viajando.

- Ah, boa ideia! — Disse Bearmon, fazendo um joinha. — Eu nem lembro mais do rosto da Baa-chan, faz tanto tempo desde que ela foi embora...

- Eu não fico um dia sem pensar nela. As vezes precisamos fazer um esforço muito grande por quem amamos. — Disse Jijimon, se levantando e guardando a revista. — Mas enfim, cadê a Erika e o Kotemon?

- Não sabemos. — Hiroshi respondeu. — Não sabemos se eles estão no mundo real ou no digital.

- Vou ver no meu computador. — Disse Jijimon, indo para o outro lado da sala e sentando em frente ao PC.

O Digimon idoso digitou alguns códigos e logo duas luzes vermelhas apareceram em um quadrado mostrado na tela preta do computador e outra luz vermelha um pouco distante, mais ao sul.

- Erika e Kotemon não estão em File City e sim na Native Forest! — Exclamou Jijimon, apontando para o ponto vermelho no sul. — Ora, mas eu pensava que independente de qual computador vocês acessassem, o portal iria abrir aqui na minha casa. Talvez eu tenha errado em alguma coisa na programação. Vou tentar consertar o programa. Enquanto isso, tragam Erika e Kotemon em segurança!

- OK! — Disseram todos.

Kaoru, Bearmon, Hiroshi e Monmon saíram da casa de Jijimon e correram até o sul da cidade. No meio do caminho Monmon ficou com dor de barriga e precisou descarregar num banheiro público no caminho pra Native Florest.

File City, que um dia foi uma grande metrópole, hoje era apenas uma ruína. Antes de adentrarem na Native Florest, correram por uma superfície que parecia um chip de computador. E realmente era. Jijimon não estava brincando quando falou que o Digital World era um reflexo do mundo real, o que não sabiam é era um reflexo bem abistrato. Havia um plug pra tomada gigante no meio do chão. Kaoru e Hiroshi se perguntavam quais outras coisas esquisitas iriam encontrar nessa jornada pra reconstruir FIle City além do plug, do chão de chips e do banheiro a céu aberto.

- Nós já estamos andando a bastante tempo. — Disse Monmon. — Será que ela está muito distante?

A dúvida de Monmon foi respondida com um grito muito alto de Erika, que fez até alguns Digimons voadores saírem voando de susto.

Os garotos e seus parceiros Digimons correram em direção aos gritos e logo encontraram Erika e Kotemon feridos, encostados em uma árvore.

- Erika! O que aconteceu?! — Gritou Kaoru, se abaixando e pegando no braço da amiga.

- Eu abri o Digital Gate no computador da minha casa, só que parei longe de File City...! —Disse Erika, com o braço sangrando bastante. Kotemon também estava bastante surrado. — Então fomos atacados por esse Digimon selvagem...

A alguns metros dali havia um Digimon bem grande, com cerca de três metros de altura. Era um grande dinossauro laranja com um capacete marrom com três chifres no mesmo.

Digimon Network - Página 2 Latest?cb=20170226001958

- É o Greymon! — Exclamou Monmon. — Ele costumava morar em File City!

- Ele está descontrolado! — Disse Kotemon, se levantando fincando a espada no chão. — Cuidado!
Kotemon se jogou na frente dos amigos, saltando com sua espada de madeira em chamas.

- Hot Blade!

- Tail Crash!

Greymon girou seu corpo, usando sua cauda como arma, acertando Kotemon no estômago e lançando-o contra árvore que estava Erika.

- Kotemon! Eu pego você! — Gritou Erika, esticando os braços para segurar o amigo.

- Argh! Você vai ver! — Bearmon gritou, avançando em direção ao Greymon. — Karate Punch!

- Swing Swing! — Bradou Monmon, correndo em direção ao inimigo girando os braços.

Bearmon deu um salto e acertou o Greymon com um suco muito forte, que o fez ir para trás. Monmon chegou atacando também, mas o Greymon girou sua cauda novamente, jogando os dois Digimons para longe.

- Por que você está atacando a gente?! — Perguntou Erika, enquanto tentava parar seu sangramento com folhas.

- É o que Jijimon disse ontem. Algo está deixando os Digimons fora de controle. — Disse Hiroshi.

- Bearmon, cuidado! — Gritou Kaoru.

- Nova Flame! — Gritou Greymon, cuspindo uma grande bola de fogo em direção a Bearmon.

Porém, antes que as chamas antingissem o Digimon urso, Kotemon se jogou contra as chamas, absorvendo todo o ataque sozinho, e então caiu, com parte da sua armadura queimada, com dados saindo de seu corpo, como se estivesse prestes a se apagar.

- Kotemon!!! — Gritou Bearmon, correndo ao encontro do amigo e colocando sua cabeça em seu colo. — Por que você fez isso??

- Amigos... Tem que proteger o amigos, Bearmon... — Disse Kotemon, muito fraco. — Não se preocupe, eu vou ficar bem... Ugh!

Os olhos brilhantes de Kotemon então se fecharam, e seu corpo parecia uma armadura vazia depois disso, com dados saindo de seu corpo.

- Kotemon!!! — Gritou Bearmon, chorando.

- Droga! Eu não pude protegê-lo! — Chorou Erika, passando a mão na máscara de seu parceiro Digimon. — Por que eu sou tão fraca?

Todos estavam muito tristes com o que havia acontecido com Kotemon. Bearmon estava chorando muito com o que acontecera com seu amigo, o que fez com que os três amigos chorassem também. Monmon, que ainda estava lutando com Greymon, lutava com os olhos cheios de lágrimas.

- Eu não acredito... — Disse Bearmon deixando Kotemon no colo de Erika e se levantando. — Eu sabia que seria difícil... Mas não sabia que poderia perder um amigo!

Kaoru então se lembrou do que Jijimon disse mais cedo.

''As vezes precisamos fazer um esforço muito grande por quem amamos!''

- Bearmon... Quero que saiba que vamos dar um jeito nisso tudo! — Disse Kaoru, limpando as lágrimas. — Vai ficar tudo bem!

- Kaoru...

- Bearmon!

Kaoru estendeu a mão para seu parceiro Digimon, que segurou com sua pata de urso. Os dois se olharam confiantes.
De repente, uma luz forte saiu do bolso de Kaoru. Era o Digivice.

Digimon Network - Página 2 200px-10

- Que estranho...! Eu sinto uma força muito grande dentro de mim! — Disse Bearmon.

O Digivice reagiu ao contato dos dois e Kaoru percebeu que estava com uma energia da cor do Digivice saindo de sua mão. O Digivice apontou para Bearmon e o mesmo começou a mudar de forma.

- BEARMON SHINKA... GRYZMON! — Gritou Bearmon.

Digimon Network - Página 2 Latest?cb=20090904135721

Bearmon havia crescido bastante. Agora era um Gryzmon. Suas munhequeiras haviam se tornado armaduras para suas garras, que haviam crescido drásticamente. Em sua testa havia uma pelagem que se diferenciava do resto, que era um azul arroxeado, parecia uma lua crescente. Gryzmon era quase do tamanho de Greymon, e maior que todos os amigos e parceiros Digimon.

- Uau, você mudou, Bearmon! Digo, Gryzmon! — Disse Kaoru, impressionado.

- Agora você vai ver, Greymon! Bodystrike Reversal! — Bradou Gryzmon, dando um salto.

Gryzmon saltou sobre Greymon, acertando-o com suas garras frontais, derrubando-lhe e causando muita dor. Monmon se afastou para que os dois Digimons no nível Adult pudessem se enfrentar.

- Eu vou empalar você! — Gritou Greymon, com os olhos vermelhos. — Great Antler!

Greymon correu em direção a Gryzmon abaixando sua cabeça com a intenção de atravessar o corpo de Gryzmon com os chifres de seu cabacete de ferro, que não se moveu. No momento que todos pensavam que Greymon iria acertar Gryzmon, eis que o urso lutador se levantou no último segundo e segurou os chifres com entre suas garras, ficando frente a frente com Greymon. Olho no olho.

- Ei, o que é aquela coisa preta no Greymon? — Perguntou Monmon. — Parece uma tornolezeira!

- Ei, é mesmo, Monmon!— Disse Hiroshi. — Kaoru, aquilo pode ser o que está deixando o Greymon descontrolado!

- Gryzmon! Destrua aquilo! — Gritou Kaoru, segurando seu Digivice com força.

- Crescent Dawn! — Bradou Gryzmon, e a lua crescente em sua testa brilhou.

O símbolo da lua crescente na testa de Gryzmon brilhou, lançando um feixe de energia cinza na tornozeleira preta enquanto segurava o chifre de Greymon com as duas garras, destruindo a tornozeleira. Greymon deu um rugido e começou a ser envolto por uma luz amarela, e começou a regredir de tamanho até voltar a ser um Agumon.

- Ele regrediu de fase! — Disse Monmon.

- Huh? O que aconteceu? — Disse Agumon, se levantando. — Por que eu fiz aquelas coisas?

- Eu lembro de você. — Disse Gryzmon, também voltando a forma de Bearmon. — Você era o dono do banco de File City.

- É mesmo! Eu sinto muito, pessoal! — Disse Agumon, colocando as duas patas sobre a cabeça e fechando os olhos. — Eu tenho algo pra me redimir!

Agumon então correu para a árvore ao lado de Erika e cavou até encontrar um grande chip vermelho.

- Achei! — Exclamou Agumon, oferecendo o chip vermelho. — É um chip de recuperação! Faça Kotemon ingeri-lo e ele vai se recuperar!

Erika colocou o chip entre as frestas da máscara de Kotemon e o fez comer. De repente, sua armadura se recompôs e ele se levantou, se sentindo melhor.

- Kotemon! — Disse Erika, abraçando seu Digimon. Monmon e os garotos seguiram para um abraço em grupo.
Bearmon se aproximou timidamente, e Kotemon o puxou para um abraço.

- Eu sinto muito, pessoal! Eu não tinha noção do que eu estava fazendo! — Disse Agumon, se desculpando.

- Tudo bem, Agumon. — Disse Bearmon. — Você estava sendo controlado por aquela tornozeleira. Deve ser isso que está deixando os outros Digimons em estado selvagem!

- Pra dizer a verdade... Eu lembro de ter sido perseguido por engrenagens escuras. Eu acho que ela se adaptou no meu tornozelo. — Disse Agumon, pensativo. — Ei, o que estamos fazendo aqui? Eu tenho um banco pra cuidar em File City!

Os três amigos e seus Digimons, agora acompanhados de Agumon, decidiram voltar para File City. E assim começou a jornada dos digiescolhidos para reestabelecer File City e descobrir sobre os mistérios das engrenagens negras.

To Be Continued...
Lawliet
Lawliet
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 134
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 20
Localização : Minha casa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por Lawliet em Qua Out 18, 2017 3:41 pm

Obrigado, Kaiser!
Creio que o capítulo 4 deva sair na sexta feira. Se não, só semana que vem!
Lawliet
Lawliet
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 134
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 20
Localização : Minha casa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por LANGLEY002 em Qua Out 18, 2017 6:01 pm

Existem duas coisas, LL. Erros e acertos. Na vida eu sempre imagino que cometo uma porção infinitamente maior de erros. Felizmente isso rende alguma experiência para lidar com determinadas situações.

Gosto do fato de utilizar a File City como base ou primeiro arco de sua fanfic. Gosto por ser nostálgico. Eu poderia até dizer que é clichê, que muitos já utilizaram a File City, mas a verdade é que isso é apenas a região que você quer explorar. Você tem a chance de criar novos conceitos e de desenvolver do seu jeito. E o desenvolvimento é extremamente importante para fugir dos clichês.

Assumo que tenho alguns problemas com o modo como apresentou os seus protagonistas. Os nerds ou geeks não são exatamente um grupo de estranhos hoje em dia. Pode-se dizer até mesmo que é um tipo de cultura que está em alta, que é moda. Afinal, os esquisitos são aqueles que não se encaixam nos demais grupos. Nesse caso, as suas diferenças em relação com a comunidade em que estão inseridos, será a causa de serem perseguidos. Mas não se engane, não são só os esportistas que caem em cima dos estranhos, são todos os demais grupos escolares. Isso inclui até mesmo os nerds, embora esses geralmente ajam de um modo um tanto passivo em relação aos estranhos. Ao mesmo tempo, pode haver muita gente nesses grupos que, por algum motivo, podem ter empatia para com eles.

Imagino que já tenha ouvido falar de Life is Strange. No jogo de prequel, podemos ver claramente que Chloe é a pessoa desajustada que não consegue se encaixar nos outros grupos. Ao mesmo tempo que ela é atacada por pessoas de inúmeros grupos, ela também recebe apoio de pessoas de inúmeros grupos. Relações humanas são bastante complexas não é?

Tá, isso tudo pode ser baboseira minha. A coisa é que o esportista ser o perseguidor, o bully, é algo que tornou-se clichê e, de certa forma, obsoleto. O Peter Parker não representaria tão bem os nerds e geeks caso fosse escrito hoje em dia. Esses grupos mudaram e o esportista nem de longe é o único a praticar esse tipo de perseguição. Não digo isso esperando que você retire isso do Eiji, mas sim para que você considere se os amigos do Eiji que o ajudam a cometer essas perseguições são todos esportistas.

E o grupo das... patricinhas? Não nego que existam, mas se a Erika for considerada uma estranha como os outros dois, não vejo motivos para esse grupo a querer tanto com elas mesmo que ela tenha uma boa aparência. Ela ter nascido com uma boa aparência não significa que ela se encaixa no padrão de personalidade das patricinhas e no modo de se vestir das patricinhas.

Agora, sobre alguns costumes do Japão (mas pode ocorrer em outros lugares e imagino que seja assim na América do Norte e Europa também). Não tem como o professor estar olhando por baixo das saias das meninas durante uma aula de Educação Física. Ele poderia sim estar olhando para a bunda delas, mas não por baixo da saia. Antes de uma aula de Ed. Física, os alunos vão até o vestiário, trocam para uma roupa específica, camiseta, shorts e sapatos (acho até que tinham um nome específico, mas não é algo que vou me lembrar agora). Os shorts são curtos e apertados o suficiente para terem dado a maior treta pro protagonista de Aku no Hana (o mangá plz), então consigo imaginar o professor agindo dessa forma.

Tem esse detalhe de eles não ficarem nenhum pouco apreensivos ao ver os Digimon, algo que o Kaiser já comentou. Eu reforço, pois eles viram um Digimon réptil de três metros de altura que machucou Erika, cuspiu fogo e quase matou um dos parceiros deles. Tiveram a raiva momentânea por conta disso, mas nenhum hesitação em enfrentar aquilo. Nenhum receio do que poderia acontecer se enfrentassem uma coisa aparentemente tão forte em relação a eles e, claro, muito maior do que eles. Se eles tinham receio de enfrentar o Eiji, o que faz com que não percebam que o Greymon é muito mais perigoso?

Não passa pela cabeça de Erika o quão sortuda ela foi por não ter sido esmagada pela fera fugitiva do Jurassic Park?

E a sua escrita. Ela é bastante simples e não há nada de errado com isso. Nem todo escritor precisa escrever tudo nos mínimos detalhes. O único problema é com as repetições, erros de concordância (esses podem ter acontecido por conta da digitação, eu entendo, sempre passo por esse tipo de coisa) e às vezes as pontuações (pode ser por conta da digitação também).

De qualquer forma, você parece ter algumas ideias legais nas mãos. E os seus momentos de humor me fizeram rir bastante. Espero que continue evoluindo nos próximos capítulos. Também espero que os seus protagonistas, agora que enfrentaram algo forte como Greymon, possam pensar "já passamos por coisas muito piores" e então baterem de frente com o Eiji e companhia.

Muito do que eu queria comentar, se perdeu entre eu apagar uma resposta e escrever outra. Acho até que esse texto aqui deve estar bastante confuso, fruto da pesquisa de questões de vestibular que me deram uma puta dor de cabeça. Eu teria que ler novamente e analisar com mais calma para dar o comentário que estou te devendo. Quem sabe não faço isso depois que lançar seu próximo capítulo?
LANGLEY002
LANGLEY002
Child (Seichouki)
Child (Seichouki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 485
Data de inscrição : 10/09/2016
Idade : 19
Localização : Teppelin
Mensagem Pessoal : There is but one truly serious philosophical problem and that is mind of steel fans.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por Lawliet em Qui Out 19, 2017 2:34 am

Obrigado por comentar, Pines ^^
Você acertou na mosca. Eu quero usar File City como o primeiro arco. Na verdade quero explorar todo o continente Folder. Então talvez a fic seja meio longa ou tenha uma segunda temporada, esse tipo de coisa.

Eu não deixei claro em nenhum momento que a fic se passava nos dias atuais, nem nos anos 90 ou 2000. Talvez isso seja erro meu e por isso vc está dizendo essas coisas sobre não existir mais esse preconceito com os nerds.
Eu me inspirei na minha vida escolar pra escrever sobre essa segregação que existe na escola. As famosas panelinhas. Os protagonistas foram inspirados em mim e nos meus amigos mais próximos. Nós eramos os esquisitões da escola no começo, eu e o meu melhor amigo eramos praticamente o Beavis and Butthead da escola. Por isso boa parte da sala excluía a gente e o nosso pequeno grupo de amigos que tinham hábitos e gostos diferentes dos outros. Erika não foi excluída, ela resolveu se isolar desses grupos de patricinhas (talvez eu não tenha deixado isso claro) porque preferia ficar com seus amigos de verdade e por rejeitar os costumes dessa panelinha.

Sobre a reação deles ao chegar no Digimundo, eu tentei imaginar como eu iria reagir se fosse eu no lugar de Kaoru e os outros. Eu ficaria meio sem reação e tentaria me adaptar a situação. De novo: Erro meu! Hehe

Mas eu pretendo melhorar a minha escrita e minha narração e deixar as coisas menos subjetivas.

E com certeza os personagens vão amadurecer muito nessa jornada, ao ponto de conseguir lidar com a vida deles no mundo humano melhor.

Enquanto isso, estou começando a escrever o capítulo 4. Espero que haja pelo menos uma pequena evolução que sei que vcs esperam de mim. Até mais!
Lawliet
Lawliet
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 134
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 20
Localização : Minha casa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Digimon Network - Página 2 Empty Re: Digimon Network

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum