AU Digimon Hunters

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir em baixo

AU Digimon Hunters - Página 3 Empty Re: AU Digimon Hunters

Mensagem por Convidado em Qui Ago 21, 2014 1:16 am

13- Cute Dragon Hunter!



“Ele não parou de pensar no que o velho Bagra disse, e até passou uma noite inteira refletindo…”

- O que você acha que devemos fazer…? Como que podemos recuperar a sua evolução?! Por que aquele velho não nos disse antes?! Se soubéssemos como--

- “Você devia ir dormir. Não perca seu tempo pensando nisso; o Bagra disse para sermos pacientes, certo? Então aprenda a ser. Não estou me sentindo incomodado ou inútil.. Ainda sirvo para rastrear digimons.”

- Mas…!

- “Eu sei que você esteve chateado com isso por muito tempo, já que somos como irmãos agora.”

- Eu me importo contigo, e com o senpai… Só de saber que ele está aqui…--

- “Você deveria ir descansar um pouco ou vai ficar sem energia para trabalhar amanhã!”

“De qualquer forma, entendo perfeitamente como ele se sente. Na verdade, quem está se sentindo um completo inútil sou eu. Mas eu sinto que ele entende meus sentimentos.”

“Talvez seja por sermos parceiros. Talvez seja porque somos muito mais do que amigos…”
“Nós somos quase irmãos.”



- Tagiru, você dormiu esta noite? - Mami perguntou, encarando-o com um olhar que penetrava em sua alma - Dormiu?!

- S-Sim…! - ele respondeu, batendo continência - D-Dormi!!

- Acho bom que não durma na aula desta vez, ou eu irei imediatamente entregá-lo ao professor. E ele vai te fazer limpar a classe sozinho por uma semana inteira e talvez todas as salas do andar e…

- Kisaki-san! - Yuu interrompeu-a, intrometendo-se na conversa dos dois - Deixe que eu cuido do Tagiru, é responsabilidade minha!

- Não preciso de uma babá! - Tagiru cruzou os braços, virando o rosto para a direita. Estava indignado com o que Yuu dissera - Ainda mais com o Mysterious Hun--

Taiki apareceu do outro canto e patou a boca de Akashi, que não compreendeu nada. Tagiru resmungou alto, mas mal podia entender o que ele dizia. Mami nem deu atenção, ela decidiu ir mais a frente, para se encontrar com uma de suas amigas; Taiki soltou Tagiru e este deu um olhar muitíssimo furioso.

- Por que diabos fez aquilo?! - contestou-o.

- Você não deve sair falando dessas coisas pra todo mundo, Tagiru, - Taiki respondeu-o com um olhar sério em sua face - Principalmente se for sobre o Mysterious Hunter.

- O que há de errado?! Mami nem ia entender do que se trata. Ela só ia me ignorar, como de costume.

- Aliás, o que você quer dizer com o tal “Mysterious Hunter” ser sua babá? - Yuu franziu a testa, olhando para Tagiru.

- Bom, foi o que ele disse uns dias atrás! - ele deu de ombros - “Até quando vou ter que ser babá de vocês?”, foi o que ele disse.

- Por falar em babá… - Yuu apontou para uma sombra vindo na direção deles.

A sombra era mais baixa que Tagiru, mas tinha uma silhueta feminina e seus olhos focaram-se em Akashi. Era Kotone.

- Hello!

- Hein?! - Tagiru exclamou, mas foi por causa que ele não esperava por ela.

- Eu disse “oi” em inglês! - ela riu - E aí, do que estão falando? É sobre os digimons?

- Kotone, - Yuu olhou pra ela - é muito perigoso falar disso--

- Nem tanto, - Tagiru interrompeu-o -  afinal os únicos que colocaram nossas vidas em risco foram só alguns. O resto é fácil de lidar. Hey, lembram do Cockatrimon que pensava que frango frito era parente dele? Ou aquele digimon Pagumon que queria comer um super mercado inteiro?

- Mas que coisa chata! - a garota cruzou os braços - Quero um que me permita evoluir Falcomon para um robô de luta, que nem o Damemon é!

- Mas o Damemon não é um ninja? - Tagiru piscou os olhos inocentemente.

- Isso não é importante! - Yuu fechou os punhos com força, sua face tornou-se vermelha de tanta raiva que ele sentia - Kotone, há alguns casos que não foram feitos para crianças! Nem sei se deveríamos nos intrometer nisso! Taiki-san e a Xros Heart Blue Flare Alliance podem dar conta do recado!

- Mas você também é parte da Xros Heart, - Tagiru segurou-o pela camisa - e um veterano também! E eu também pertenço à Xros Heart. Então isso significa que nós estamos a cuidar disso como membros da armada Xros Heart!

- Ei, não bate no meu irmão! - Kotone agarrou Tagiru pela camisa e puxou-o; atirou-o no chão, junto de Yuu, que mal teve tempo de se soltar. Taiki ficou olhando-os, impressionado com a força da garota.

- Fiz várias artes marciais desde meus cinco anos! - ela estufou o peito, colocando as mãos na cintura - Vai encarar?

- K-Kotone, você não tem aula n-não? - perguntou Yuu, enquanto levantava-se do chão.




- Acho que a gente podia tentar aqui...

- “Não acha que é meio arriscado fazer isso? Principalmente quando há a possibilidade de sermos capturados pelo inimigo?!”

- Você quer evoluir de novo, ou não quer?! - Hunter encarou o Xros Loader com um olhar sério e derterminado.

- “Não quero é te colocar em perigo!”

- Ótimo, vou considerar isso um “sim”. - ele apontou o Xros Loader para um canto vazio - Reload, V-mon!

Um digimon azul e parecido com Gumdramon apareceu em instantes. A diferença era que que tinha dois pares de espinhos (com alguns arranhões) em formato de raio, um pequeno chifre em seu nariz, um “V” amarelo na testa, olhos vermelhos (no da esquerda possuía uma cicatriz, mas o olho em si estava intacto e sem dano algum). Usava um lenço vermelho no pescoço, bandagens nos braços -- para esconder outros arranhões e ferimentos --, um cinto na cintura e, em seu espinho direito, um piercing anel em dourado.

O tal digimon tinha uma aparência mais madura, talvez por ser um veterano de batalhas passadas. Logo, Mysterious Hunter era…

- E-Eu te disse para não o fazer!

- V-mon, estamos sozinhos, - Hunter colocou as mãos nos bolsos - eu mesmo fiz questão de procurar um local de difícil acesso só para tentarmos recuperar sua evolução.

- M-Mas isso é muito arriscado! - O digimon azul continuava, agora a andar em círculos e com as mãos na cabeça - Bagramon não nos disse--

- Não vou dar ouvidos à alguém que mal pode contar como raios você pode voltar a evoluir, por isso não vou seguir as regras desse jogo idiota!

- Cabeça-dura como sempre... - ele suspirou.

- Cabeça-dura que nem você~ - o jovem socou a cabeça do digimon de leve, dando um riso em baixinho.

- Talvez seja por isso que somos parceiros… - outro suspiro foi dado.

- Anda logo, precisamos fazer com que você recupere sua evolução para que possamos encontrar o senpai! E… E os outros que mal sabemos quem são.

- Sabia que você ia dizer isso… - o draconiano deu um pequeno sorriso, então fechou os punhos e encarou Mysterious Hunter - Vamos! Não temos tempo a perder!

- Yosh! Iku ze, Buimon!


- V-mon, CHOU SHINKA!

Apesar de saber o que deveriam fazer, todas as tentativas de realizar uma evolução foram em vão; V-mon e Mysterious Hunter estavam espantados com aquilo; tentativa pós tentativa suas esperanças estavam a evaporar.

Eles ainda não tinham entendido as regras daquele mundo, e muito menos o que deveríam fazer para fazer com que V-mon evoluísse. Sem o básico, não é possível fazer quase nada. E Hunter mal sabia como iria lidar com aquilo. Talvez a única forma de fazer com que Vee evoluísse era realizando a Digixros, mas nem isso ele sabia como fazer.

Tudo era complicado e nem um pouco favorável. Ainda tinha em mente salvar alguém, sendo que sua função não era bem aquela. Bagramon queria que ele unisse forças com Taiki e Tagiru, para enfrentar o verdadeiro inimigo.

Estava tão óbvio que Bagramon queria que Mysterious Hunter, ou melhor, Golden Heart,  auxiliasse Taiki e Tagiru com toda a sua experiência.

- Mas por que não funciona?! - ele sentou-se no chão, olhando para o Xros Loader Azul Céu

- Acho que não há como me fazer evoluir desta maneira… - o dragão criança pôs a mão no ombro do parceiro - Talvez seja isso que o Bagramon disse. Nós mal sabemos como funcionam as coisas neste mundo, certo? E se aprendermos primeiro, será que não conseguiremos?

- Não dá tempo para aprendermos como funciona essas regras…! Eles estão preocupados conosco, não acha? Que nem daquela vez…Acha que eles…

- Eu…

- Vamos tentar mais uma vez! - o rapaz levantou-se do chão, apertando firmemente o Xros Loader em sua mão; olhou para V-mon com aquele mesmo olhar determinante e repetiu - Vamos, Vee! Nós temos que tentar mais uma vez, talvez algo mude!

- Okay… - o digimon anuiu com a cabeça, e parou em frente ao humano - Vamos lá!

- V-mon, Chou--


- ALTO LÁ! O QUE EU VEJO É UM V-MON?!

Uma voz feminina ecoou pelo ambiente, uma voz firme e energética que fez com que Mysterious Hunter ficasse parado por algum momento; a dona daquela voz tinha um cabelo longo e da cor violeta, olhos rosa-choque e um lenço azul na cabeça. Um colete vermelho, uma camisa branca com uma estrela em rosa e outra em amarelo, calça lilás até os joelhos, meias brancas e sapatos rosa.

A misteriosa garota parou diante deles, com um Chibimon bem peculiar em seu ombro -- negro, com uma marca em forma de estrela na testa. O digimon tinha olhos azuis, e saía uma chama azulada daquela estrela.

- Miyako...?

- Eu sou a caçadora de digimons dragões fofinhos, - ela voltou a falar com aquele tom energético - Amakusa Rai!

- Amakusa Rai…? - Hunter franziu a sobrancelha, por trás das goggles.

- E este V-mon… - ela apontou para o parceiro de Hunter - É meu agora!

- O quê?! - o jovem e o digimon exclamaram juntos.




No intervalo...

- Taiki-senpai, - Tagiru voltou-se ao garoto mais velho - você acha mesmo que o Mysterious Hunter está a nos vigiar por alguma razão? Sempre que estamos a enfrentar um caso difícil como aqueles, ele aparece.

- Talvez Mysterious Hunter seja mesmo um aliado nosso, - deduziu Taiki - já que ele nos salvou do Blossomon daquela vez.

- Foi ele?! - disseram Yuu e Tagiru sem hesitação.

- Sim, - Taiki acenou positivamente a cabeça - percebi isso quando ele revelou ter Lighdramon como um de seus parceiros. A fagulha azul, o galopar… Era ele. Mas ainda me pergunto o que um sujeito como ele está a fazer aqui, e a nos ajudar.

- Vai ver ele quer se unir à Xros Heart! - Tagiru fechou as mãos, com um olhar sonhador em sua face.

- Não, você é que quer que ele se una à Xros Heart - disse um Amano fazendo pouco caso.

- O que você está dizendo, Yuu?! É porque você não viu as habilidades dele, são incríveis! São tipo as do Taiki-senpai, mas…

- Não, - Taiki pensava - ele está nos vigiando por minha causa. O fato dele dizer que é nossa “babá” já explica tudo… Alguém o mandou para nos ajudar, mas quem? Seria o velho do meu sonho…?

- Taiki-senpai!! - Tagiru cutucou-o - Da próxima vez que nós encontrarmos o Mysterious Hunter, podemos pedir para que ele se una a nós, como um time? Por favor??

- Tagiru… - Kudou olhou-o, inexpressivo - Por mais que ele esteja nos ajudando, ele ainda é um tanto suspeito. Nós não sabemos quem ele é, e muito menos por que ele se veste daquela maneira.

- No meu sonho, - começou Akashi - ele só usava um par de goggles e o hoodie, mas sem máscara alguma. E ele disse que estavam atrás dele, talvez seja por isso que ele anda vestido daquele jeito!

- Não sei, ele soa como uma figura enigmática - comentou o Amano.

- Isso foi um sonho, Tagiru… - continuou Taiki - Pode ter sido uma coincidência, mas e se não for? E se Mysterious Hunter não for de confiança? Precisamos de mais tempo para descobrirmos mais sobre ele, e então poderemos convidá-lo a se unir à Xros Heart.

- É sério?! - Tagiru olhou-o com esperança, abrindo um enorme sorriso.

- Taiki-san, - Yuu colocou a mão na testa, dando um leve suspiro - você não devia fazer esse tipo de promessas ao Tagiru!




- Ele é meu, volte já aqui!!

- Ele é seu nada, ele é meu parceiro!!

Golden Heart estivera fugindo da garota e de seu parceiro digimon por horas, quase sem descansar uma única vez. Aquilo parecera trazer lembranças antigas, de perseguições anteriores. Mas a sensação de ser perseguido continuara a mesma, e continuou sendo o mais problema dele.

Preso em outro mundo, sendo obrigado a cobrir seu rosto para que ninguém o reconhecesse… E mesmo assim virara alvo de alguém.

De uma garota do primeiro ano da Junior High.


- Já te disse que ele é meu parceiro, sua maluca! - ele gritou mais uma vez, montado no Lighdramon e escapando de outro ataque relâmpago da garota - E você tem um bendito Chibimon que evolui pra Lighdramon, por que raios queres um V-mon?!

- Aoi-chan é diferente!! - dizia ela, enquanto montava em um Lighdramon diferente -- era negro e sua armadura cobria apenas seu peito e patas. Os espinhos eram dois e na vertical, transformando-se em “asas” com o poder daquelas chamas azuis - Ele não pode evoluir para V-mon! E ele nunca conseguiu evoluir até o dia em que eu o encontrei!

- Mas que diabos! - praguejou Hunter - E acha que capturando o meu parceiro vai resolver isso?! Nem pensar!

- “Eu não preciso de um novo parceiro, prefiro este cabeça-dura!”

- OI,
V-MON!

- Preciso de um V-mon para que Aoi-chan consiga evoluir! Usarei a Digixros, e ele se tornará um V-mon!!

- Mas meu parceiro não! - gritou ele de novo - NEM OUSE TENTAR, OUVIU?!

- Então terei de tomar o seu Xros Loader primeiro! - disse ela, aquela voz energética tornando-se tempestuosa - Você não possui a luz sagrada da evolução, por isso ele não é seu! É só um digimon caçado, e as regras dizem que eu posso tomar o seu parceiro caso eu destrua o deu Xros Loader!

- Não acha que está exagerando?! - Hunter continuou gritando, agora em um tom de raiva - Você está dizendo que meu V-mon não é meu parceiro porque nós não temos essa porcaria de luz sagrada da evolução?! Eu já o fiz evoluir anos atrás e isso já basta! Fui eu quem encontrei esse troll primeiro, e não vai ser uma garotinha irritante que vai tirá-lo de mim!

- Mas você já tem Lighdramon, isso significa que possui dois V-mons! - respondeu ela de volta - Qual o problema de me dar o outro?!

- O problema é que este aqui não é um V-mon! - respondeu-a - E digimon não são brinquedos nem pets, são criaturas que possuem corações e almas como qualquer outro ser vivo!

- “E esse Lighdramon nem é… Um Lighdramon pra começar!”

- N-não?!



- Oh, parece que encontrei aquele misterioso caçador, - disse ela, colocando a mão em sua bochecha, enquanto passava a outra no corpo de um digimon gato cinzento, que segurava balões coloridos.

- O que faremos, Airu? - perguntou a felina - As ordens do mestre foi…

- … Capturá-lo a todo custo. Mas quero ver até onde vai essa corrida de Lighdramons! - ela deu uma gargalhada, cobrindo a boca - Será este o tal Golden Heart que tanto falam? Ele parece um idiota qualquer!



- Como não é um Lighdramon?! Óbvio que é um, não minta para mim seu mascarado idiota! Aoi-chan, acerte-os!

- Duh, está contra outro Lighdramon, - Golden Heart suspirou profundamente - e enquanto você ainda estava no primeiro ano do Elementar, nós já estávamos a derrotar vários inimigos!

- Eu tenho treze anos, não sou uma criança!! - bravejou ela.

- Tenho dezenove, - riu ele - pode me chamar de “senpai” até!

- Seu metido!! Mais velho ou não, vou te mostrar o nosso poder! Aoi-chan, acerte-os com "Lighting Blade"!

- Quantas vezes vou ter de repetir, - ele deu mais um suspiro - esses truques antigos não funcionam contra um veterano? Oi, Lighdramon, - ele cochichou algo na orelha do digimon e então calou-se.


O Lightning Blade do Lighdramon de Rai era um pouco diferente: Ele usava as “asas” flamejantes como base. O ataque consistia em um ataque direto, com as patas carregadas de eletricidade. Mas Hunter não tinha percebido isso, porém o Lighdramon dele -- o “tradicional” -- tinha ótimos sentidos e concluiu que a aceleração do outro draconiano significava um ataque mais próximo do adversário; seja lá como aquilo o acertaria, o Lighdramon normal acelerou a velocidade e desapareceu como um raio.

Rai não tinha idéia do que deveria fazer, e ela continuou a pensar enquanto olhava ao redor, prevendo um ataque surpresa. Ataque algum aconteceu, e ela fez com que o seu parceiro parasse de correr. Ao pararem, ela prosseguiu analisando o campo, ainda com a idéia de que Hunter estava a planejar um ataque surpresa contra eles.

Nada outra vez, e eles abaixaram a guarda. De repente, um flash azulado passou alguns centímetros de Rai, acertando o chão imediatamente; quando ela se virou, viu uma sombra gigante a acertar o seu Lighdramon com uma patada muito forte; ambos caíram no chão, e Aoi-chan voltou à forma Chibimon em instantes. Quando ela olhou para sua frente, viu o misterioso mascarado e seu Lighdramon diante deles.

- Desculpe, mas não posso permitir que leve o meu parceiro, - disse ele em um tom calmo - Ah, e me desculpe por ter nocauteado o seu Chibimon.

- Isso foi cruel! - ela pegou o digimon no colo - Como pode atacar uma garotinha?!

- A garotinha quem começou a me atacar feito uma maluca, - ele respondeu em um tom de resmungo.

- Isso é coisa que um “senpai” faria?! - ela choramingou - Isso foi tão cruel! Você tem dois V-mons e não pode me dar um deles! Pobre Aoi-chan, ele nunca conseguiu evoluir enquanto todos os Chibimons do vilarejo conseguiram! Você não tem um coração, seu mascarado idiota?

- Já te disse que este Lighdramon não é um V-mon, - repetiu ele - e seria difícil de explicar. Mas, como você disse que eu fui injusto… Suba, quero conversar contigo a respeito disso.

- Huh? - Rai franziu a testa, mas acenou positivamente com a cabeça. Ela pegou Aoi-chan do chão e montou na garupa do digimon, e olhou para o estranho.

Ao estar mais perto, ela viu que seus olhos por trás das goggles eram bonitos. Ao menos ela os achou bonitos e tinham uma estranha sensação de que aquele sujeito não era mau; Rai olhou para Aoi-chan, que ainda estava desacordado, e depois para o sujeito, que estava a olhar para os dois.

- Eu realmente sinto muito pelo que aconteceu, - Hunter voltou-se à garota - mas não posso entregar o meu parceiro, sabe? Eu o conheço faz anos.

- Preciso salvar o Aoi-chan, - ela sacou o seu Xros Loader Azul Claro e carregou o digimon para dentro do aparelho - Pronto, agora ele ficará bem.



- Eu não devia deixá-los fugir, agora que o divertimento acabou - desse a loira, assobiando e chamando um digimon cujo tinha a aparência de um canino branco com listras em azul.

- M-Mas Airu!! - Opossumon olhou para a menina, que montou no digimon - Não acha que é exagerado demais usar dois digimons contra um?!

- Cale a boca e vá! - ela apontou para o Lighdramon.



- Então você conhece esse V-mon faz tanto tempo assim? - ela perguntou, corando toda vez que ele olhava pra ela.

- Desde o quinto grau do Elementar, - ele acenou com a cabeça, afirmando - e ainda lembro da primeira vez que o vi… E desde então nós estamos juntos como uma dupla. Não conseguiria viver sem ele. Mas o que aconteceu com esse Chibimon… “Aoi-chan”?

- Ah? Ele… Eu o encontrei meses atrás, sozinho em um beco. Ouvi uma estranha melodia e corri até lá, encontrando-o; então, um estranho homem apareceu e disse que eu poderia ajudá-lo se eu o colocasse no Xros Loader, e eu aceitei.

- Um velho chamado Bagra?

- Uh… Não sei o nome dele, só sei que ele tinha roupas rasgadas e usava uma bengala… Ah! Ele tinha um relógio de ouro no pulso!

- … Bagra.

- Bem, continuando… Aoi-chan me disse que ele nunca evoluiu para V-mon, como o restante dos Chibimons do vilarejo. Mas eu nunca vi vilarejo algum na Digi-Quartz, então--

- A Digi-Quartz é uma anomalia entre o mundo humano e a Digital World, - explicou ele - talvez ele tenha sido enviado para a Digi-Quartz antes mesmo de ter conseguido evoluir.

- Na verdade, pelo que ele me explicou… A Evolução é algo raro. Ele só viria a se tornar um V-mon anos depois, mas esse “anos depois” nunca chegou pra ele. Por isso que decidi, como parceira dele, arranjar um V-mon para que pudesse realizar a Digixros e fazê-lo sentir-se como um legítimo V-mon!

- Entendo suas intenções, mas isso não o fará se sentir um V-mon, - disse Hunter - vocês deviam esquecer essa idéia e… Continuar tentando evoluir.

- Mas nós já tentamos--

- Meu parceiro não pode evoluir aqui, e estou tentando o meu melhor! - ele olhou nos fundos dos olhos de Rai - Vocês não deviam desistir, não desistam! Se você quer que Aoi-chan evolua, precisa então continuar a lutar por isso! Você entendeu, Rei?

- Sim… E meu nome é Rai.

- O-ok, Rai.

- Você não é tão cruel assim… - ela corou ao dizer aquilo.

- Aposto que você pensou isso por causa da minha aparência, eh? - ele riu - Ah, isso me trouxe algumas lembranças…- Lighdramon parou de andar e ele olhou para trás mais uma vez - Bem, acho que já podemos nos despedir aqui e seguirmos nosso próprio rumo, certo?

- Você… Me desculpe por ter tentado tirar o seu outro V-mon! - ela inclinou a cabeça, encostando acidentalmente nas costas dele, fazendo-a corar outra vez.

- Foi um mal-entendido, eu não estou chateado - ele sorriu, mas ela mal pôde ver graças ao lenço em sua boca, porém deu pra perceber que ele estava sorrindo.

Ela desceu da garupa de Lighdramon, que logo desapareceu sem deixar vestígios. A velocidade do digimon era incrível e Airu o perdeu de vista; Rai decidiu sair da Digi-Quartz e voltar para casa, e então outra presa foi perdida.

A loira não sabia o que fazer, mas por um momento ela olhou para o Garurumon, e depois para Opossumon. Ela tinha total certeza de quem era aquele caçador que estava montado no Lighdramon.

- Acho que encontrei o Golden Heart, mestre, - dizia ela, a falar com alguém pelo Xros Loader Rosa.

- Encontrou-o? Capturou-o? - uma voz saía do aparelho.

- Não, ele desapareceu antes mesmo que eu pudesse agir! - respondeu ela - Mas aquele estranho era o mesmo daquele dia, e as habilidades deles, segundo Ren, são dignas de um lendário.

- Mandarei Ren ir te ajudar, por enquanto estou com os nossos hóspedes a testar algo interessante…

- Lendário Golden Heart… - ela olhou para o horizonte, inexpressível - Motomiya Daisuke, certo?



[next]
avatar
Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

AU Digimon Hunters - Página 3 Empty Re: AU Digimon Hunters

Mensagem por Ni em Qui Fev 19, 2015 11:24 pm

Os chaps serão postados aqui agora, caso queiram ler: http://archiveofourown.org/works/1971966/navigate
Ni
Ni
Baby 2 (Younenki II)
Baby 2 (Younenki II)

Comportamento : 100%
Feminino Mensagens : 117
Data de inscrição : 08/09/2014
Idade : 26
Mensagem Pessoal : My Sweet Passion

http://digitalgate02.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

AU Digimon Hunters - Página 3 Empty Re: AU Digimon Hunters

Mensagem por TerriLopz em Dom Abr 26, 2015 5:59 pm

Leomonnevermore escreveu:Esta fanfic com uma versão alternativa e reimaginada de Digimon Hunters me parece bastante interessante ainda que a faixa indicativa dela seja um pouco elevada porém ainda assim agrada-me a ideia de alguém fazer uma nova versão com um enredo revisto de Digimon Xros Hunters . Eu ainda não a li porém pretendo ler quando tiver mais tempo . Enfim ótimo projeto . Continue adiante .

Se você não gostar, volte e nos conte também.
TerriLopz
TerriLopz
Adult (Seijukuki)
Adult (Seijukuki)

Comportamento : 100%
Masculino Mensagens : 813
Data de inscrição : 06/11/2011
Idade : 24
Localização : Somewhere over the rainbow
Mensagem Pessoal : Mega Shinka!

Voltar ao Topo Ir em baixo

AU Digimon Hunters - Página 3 Empty Re: AU Digimon Hunters

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum